icons.title signature.placeholder Carlos Alberto Vieira
28/04/2014
11:28

O Real Madrid entrará em campo nesta terça-feira, pela Liga dos Campeões, com a vantagem do empate na Allianz Arena, em Munique. E se fizer um gol, obrigará o Bayern a marcar três vezes para avançar. E mais: deverá entrar em campo com Bale, um velocista que vem crescendo de produção a cada jogo, além de Cristiano Ronaldo, artilheiro e melhor jogador do mundo, e Benzema, que decidiu o jogo de ida. Isso não é preocupante para o Bayern?

- Tenho as minhas táticas. Sabemos que estes jogadores são importantes e, num combate direto, nem os melhores zagueiros do mundo podem parar Cristiano Ronaldo e Bale. Se esses dois começarem, e isso dependerá do que pensa o treinador rival, se ele vai apostar em contra-ataque e abrir mais espaços para nós colocando os dois de início... - ponderou Guardiola voltando a lembrar que o Bayern tem um leque de opções capazes de anular qualquer rival.

Uma dessas opções tem a ver com o posicionamento de Lahm. Ele poderá começar tanto de volante quanto de lateral-direito, nesta que é a única dúvida (aparente) na escalação do sempre surpreendente Guardiola.

- Já disse várias vezes que Lahm joga em em qualquer posição, exceto no lugar do goleiro Neuer. Contra o Real foi volante, contra o Werder Bremen lateral. Tenho um dia para analisar bem qual o melhor jogo para vencermos o Real Madrid - disse Guardiola. Com Lahm de lateral-direito, Thomas Muller volta ao time titular e sai Rafinha, o que deixará o time com maior poder ofensivo.

O atacante Robben tem a mesma percepção quando analisa a possibilidade de o Real Madrid começar com Bale e CR7.

- São dois grandes jogadores. Mas não creio que será mais fácil nos atacar se o Real iniciar a partida com a dupla. Qualquer um que entre não mudará nosso foco. Temos de marcar os gols e parar o ataque deles, quem quer que esteja em campo do lado espanhol.E pelo que estamos motivados, vamos pará-los.

Ninguém segura! CR7 faz dois golaços em vitória do Real