icons.title signature.placeholder Michel Castellar
01/07/2014
10:00

Eufórico após a vitória da França sobre a Nigéria, 2 a 0, ontem, e por ter marcado o primeiro gol, o atacante Pogba frisou que a equipe não teme nenhuma seleção. Indagado se teria medo da Alemanha, próximo adversário nas quartas de final, ele foi enfático e ressaltou que não tem preferência por enfrentar uma equipe.

- Por que teria medo (da Alemanha). Somos a seleção nacional da França e não temos medo de ninguém. Vamos jogar. Qualquer que seja a seleção, vamos dar cada gota de nosso sangue para vencer - ressaltou o atacante francês.

Sobre a possibilidade de ter de enfrentar o Brasil em uma semifinal, caso ambas as seleções permaneçam na disputa, Pogba contou estar ansioso. Lembrou que, em 1998, quando a França foi campeã sobre o time brasileiro, era apenas uma criança.

- Com certeza, tenho vontade de atuar contra o Brasil. Lembro que quando era menino vi a final de 1998. Certamente, seria um prazer se chegarmos à semifinal - afirmou Pogba, que tem 21 anos.

Sobre o gol marcado, no Estádio Nacional - Mané Garrincha, Pogba disse viver um sonho. E ele não escondeu que seu objetivo era o de chegar às quartas.



Apesar do gol que abriu caminho para a classificação francesa, Pogba não é uma unanimidade na seleção. Por isso, o técnico da equipe Didier Deschamps saiu em defesa e ressaltou depositar toda a confiança nele.

- Ele é jovem e as críticas fazem parte da vida e jogadores de alto nível. As vezes são críticas injustas ou não. Hoje (ontem) ele provou que tem elevadíssimo potencial, simpmplificando um pouco o seu jogo. Ele merece e nunca tive dúvidas quanto a seu potencial - afirmou Deschamps.