icons.title signature.placeholder Frederico Ribeiro
icons.title signature.placeholder Frederico Ribeiro
17/07/2013
15:33

Uma conincidência une os dois últimos adversários do Atlético-MG na Libertadores de 2013. Assim como a torcida do Newell's, os torcedores do Olimpia tentam contribuir para a economia do time através de rifas.

Juan Manuel Quintana é quem organiza uma rifa do Decano. O torcedor fica na sede social do clube angariando dinheiro através dos bilhetes que vende. Para ele, é uma chance de ajudar o clube e o fato de decidir a Libertadores novamente só o faz ganhar ânimo para a tarefa.

- A rifa custa 10 mil guaranis (mais ou menos 5 reais) e, se você ganhar no sorteio, te damos uma camisa belíssima do Olimpia – afirmou o torcedor, para, posteriormente, erguer o casaco e mostrar a camisa que ele estava usando.

Manuel diz que as vendas são complicadas, porque ninguém acredita que irá ganhar no sorteio, mas que, quem é Olimpia de coração, acaba ajudando sem pensar na premiação. As finanças do tricampeão da América não andam no azul. São nove meses de salário atrasados e a diretoria pressionada para vencer a Libertadores e resolver essa situação emergencial.

Uma conincidência une os dois últimos adversários do Atlético-MG na Libertadores de 2013. Assim como a torcida do Newell's, os torcedores do Olimpia tentam contribuir para a economia do time através de rifas.

Juan Manuel Quintana é quem organiza uma rifa do Decano. O torcedor fica na sede social do clube angariando dinheiro através dos bilhetes que vende. Para ele, é uma chance de ajudar o clube e o fato de decidir a Libertadores novamente só o faz ganhar ânimo para a tarefa.

- A rifa custa 10 mil guaranis (mais ou menos 5 reais) e, se você ganhar no sorteio, te damos uma camisa belíssima do Olimpia – afirmou o torcedor, para, posteriormente, erguer o casaco e mostrar a camisa que ele estava usando.

Manuel diz que as vendas são complicadas, porque ninguém acredita que irá ganhar no sorteio, mas que, quem é Olimpia de coração, acaba ajudando sem pensar na premiação. As finanças do tricampeão da América não andam no azul. São nove meses de salário atrasados e a diretoria pressionada para vencer a Libertadores e resolver essa situação emergencial.