icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/11/2013
11:09

Em entrevista ao site da Fifa, o ex-lateral-esquerdo da Seleção Brasileira, Roberto Carlos, afirmou que, assim como Felipão, acredita em uma grande campanha do Brasil na Copa do Mundo do ano que vem. O ex-jogador, que atualmente é técnico do clube turco Sivasspor, acredita que a chegada de Luiz Felipe Scolari à Seleção foi um fator positivo.

- Creio que escolhemos bem ao trazer de volta Scolari. Gostei do trabalho do Mano Menezes, porém quando ele saiu tínhamos de trazer alguém que conhecesse o futebol brasileiro, que estivesse habituado com a atmosfera da Seleção Brasileira. O Brasil tem uma boa oportunidade de fazer um grande Mundial, inclusive com toda a pressão que receberá - disse Roberto Carlos.

O ex-jogador ainda lembrou que Scolari deverá manter os jogadores com a cabeça no lugar.

- Scolari deve manter os jogadores calmos. Ele é muito inteligente e tem uma comissão técnica que sempre o ajuda. A amizade que ele cria com os jogadores é muito importante. O time se baseia no espírito coletivo, inclusive com uma estrela como Neymar - continuou o ex-lateral-esquerdo.

Roberto Carlos também afirmou que Marcelo, lateral-esquerdo do Real Madrid, é um de seus sucessores na Seleção.

- Marcelo é um líder no Real Madrid e na Seleção, evoluiu muito rápido. O Brasil possui muitas opções na lateral-esquerda, como Maxwell e Filipe Luis, porém Marcelo tem a vantagem de estar no Real Madrid há muito tempo - opinou.

Sobre a sua nova carreira como treinador, Roberto Carlos afirmou que se inspira em vários grandes nomes.

- Scolari, Luxemburgo, Fabio Capello, Del Bosque, e até José Mourinho, com quem não trabalhei. Sempre tento aprender um pouco deles e pôr em prática suas ideias. Admiro também treinadores de uma geração mais jovem, como Guardiola, pelo que fez no Barça e pelo que está fazendo no Bayern, e Laudrup, pelo seu trabalho no Swansea - explicou.