icons.title signature.placeholder RADAR / LANCEPRESS!
28/02/2015
17:45

Fácil de resolver. Foi assim que Rodrigo Paiva, ex-assessor da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e de Ronaldo Fenômeno, classificou o episódio do atacante com travestis acontecido no Rio de Janeiro no ano de 2008. Em entrevista ao programa Bola da Vez, da ESPN, ele assegurou que teria resolvido tudo.

- Ali? Mole. Primeiro eu iria pra lá e tirava ele de lá. Depois eu resolvia. Ele ia confiar em mim, ele confiava em mim. Eu iria tirar ele dali e ia resolver. Sempre resolvi tudo. Quase tudo - disse, seguro de si, Paiva.

Antes de falar especificamente sobre o episódio, o ex-assessor explicou um pouco qual era o seu papel e como resolvia as questões mais polêmicas.

- Eu tive que encobrir muita coisa por muito tempo. É parte do meu trabalho. É o tal do VDM (vai dar merda). Você sabe que vai dar, então tem que antecipar o problema. Remediar o problema é ruim, mas também se faz. Você cria um outro fato ali, esse daqui fica menor - disse ele.

A entrevista na íntegra vai ao ar na próxima terça-feira. Rodrigo Paiva trabalhou na CBF durante 12 anos, mas deixou a entidade após ser acusado de agressão pelo atacante chileno Pinilla na Copa do Mundo de 2014.