icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/03/2014
18:37

O Arsenal até deu alguns sustos na etapa final, mas não conseguiu quebrar o favoritismo do Bayern de Munique. Os bávaros empataram com os londrinos em casa por 1 a 1 nesta terça-feira, e pelo segundo ano consecutivo, eliminaram os Gunners. Na ida, o atual campeão da Liga dos Campeões havia vencido por 2 a 0, e segue vivo no sonho de defender o título europeu.

O seu rival nas quartas será conhecido apenas no próximo dia 21, quando todos os times participantes serão conhecidos. Na ida deste confronto, o zagueiro brasileiro Dante não joga, levou o terceiro cartão amarelo. O Arsenal volta a entrar em campo neste domingo, e terá o dérbi contra o Tottenham pela frente fora de casa. O Bayern de Munique, líder da Bundesliga com 20 pontos de vantagem sobre o Borussia Dortmund, enfrenta o Bayer Leverkusen no sábado.

O JOGO

O Bayern de Munique tinha tudo a seu favor. Vinha de uma goleada por 6 a 1 sobre o Wolfsburg, a torcida estava ao lado, além de uma vantagem de 2 a 0 conquistada na ida. E desde o início conseguiu levar o jogo com facilidade, sem sofrer grandes riscos.

> Confira o lance a lance de Bayern de Munique x Arsenal

Na verdade, o Arsenal não apresentou perigos. No papel, até era um time ofensivo. Com Arteta de volante, e Cazorla, Podolski, Özil e Chamberlain tentando levar a bola a Giroud. Mas sem poder contar com Ramsey e Wilshere, faltou criatividade, poder de fogo, e talvez até motivação. O único momento de destaque foi uma arrancada de Chamberlain, e uma cabeçada de Giroud.

Pelo lado do Bayern, muita tranquilidade, momentos de pressão, e boas oportunidades. Lahm voltou para a lateral, e Guardiola colocou Thiago e Schweinsteiger como volantes. Foram os cérebros do time, que teve ainda boas participações de Ribéry e Robben pelos lados. Götze estava apagado, e surgiu no fim do primeiro tempo. O jovem alemão teve a melhor chance, em chute frontal, para boa defesa de Fabianski. Muitas bolas altas foram lançadas, mas não houve chance real.

Podolski empatou para o Arsenal na Alemanha (Foto: Christof Stache/AFP)

SEGUNDO TEMPO

Na etapa final, quando parecia que o Bayern de Munique ia apenas tocar a bola de um lado para o outro e esperar pelo apito final, o jogo ficou movimentado. Os próprios bávaros abriram o placar, com boa jogada de Ribéry pela esquerda, com direito a uma entortada em Sagna, e Schweinsteiger completou com categoria para o gol.

O Arsenal, que havia voltado com Rosicky no lugar de Özil, acordou. O time estava mais veloz e agressivo. Tanto que foi em um lance praticamente de fúria que veio o empate. Podolski tabelou com Giroud, ganhou da Lahm na dividida, até com um empurrão no seu compatriota, e saiu na frente de Neuer. Soltou um foguete e empatou.

Daí para a frente, o jogo ficou bem mais movimentado. Pelo menos nos minutos seguintes, quando o Arsenal seguiu na pressão. Mas durou pouco tempo, e logo o Bayern voltou a ter o jogo controlado, e até teve chances para voltar a estar na frente no placar desta terça-feira. Até teve um pênalti. Müller cobrou, mas Fabianski defendeu com o pé e ganhou a disputa com o alemão. Isso já era nos acréscimos.

Ribéry não chegou a ser brilhante, mas teve bons momentos (Foto: Odd Andersen/AFP)

FICHA TÉCNICA
BAYERN DE MUNIQUE 1 X 1 ARSENAL

Local: Allianz Arena, em Munique (ALE)
Data-Hora: 11/03/2014, às 16h45 (de Brasília)
Árbitro: Svein Oddvar Moen (NOR)
Auxiliares: Kim Thomas Haglund (NOR) e Frank Andas (NOR)

Gols: Schweinsteiger (9'/2ºT), Podolski (11'/2ºT)

Cartões amarelos: Dante (BAY), Podolski (ARS), Arteta (ARS), Javi Martínez (BAY), Vermaelen (ARS)
Cartões vermelhos: -

BAYERN DE MUNIQUE: Neuer; Lahm, Javi Martínez, Dante e Alaba; Schweinsteiger e Thiago Alcântara; Robben, Götze (Kroos, 19'/2ºT) e Ribéry (Müller, 38'/2ºT); Mandzukic. Técnico: Pep Guardiola

ARSENAL: Fabianski, Sagna, Mertesacker, Koscielny, Vermaelen; Arteta (Gnabry, 31'/2ºT); Oxlade-Chamberlain (Flamini, 38'/2ºT); Cazorla, Özil (Rosicky, intervalo) e Podolski; Giroud. Técnico: Arsène Wenger