icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
06/11/2013
19:42

O Borussia havia vencido o Arsenal em pleno Emirates Stadium no último dia 22, e o time inglês, nesta quarta-feira, deu o troco atuando no Signal Iduna Park, em Dortmund. Com gol de Ramsey, os Gunners, que não haviam finalizado uma vez sequer até os 17 minutos do segundo tempo, derrotaram o Borussia, por 1 a 0, em duelo válido pela quarta rodada do Grupo F da Liga dos Campeões.

Com o resultado, o Arsenal, agora com nove pontos, se manteve na liderança do Grupo F. O Borussia, por sua vez, segue com seis e viu o Napoli chegar aos mesmos nove pontos dos Gunners e assumir a vice-liderança. Já o Olympique de Marselha segue sem nenhum e na última posição.

O JOGO

Um primeiro tempo de um Borussia muito superior, com mais posse de bola – 56% contra 44% – e com seis finalizações contra nenhuma do Arsenal. Isso mesmo. Nenhuma. A proposta de jogo das duas equipes era a mesma, mas apenas o Borussia, alcançou o seu objetivo ao adiantar a a sua marcação, pressionando o Arsenal e controlando o jogo desde o início. O time londrino, comandado por Özil, até tentou imprimir o seu ritmo com muita movimentação, mas viu a sua tática ruir com o passar do tempo.

Contando com um Błaszczykowski muito participativo, o Borussia até demorou para criar a primeira boa chance de gol. Ela veio em finalização de Subotić, aos 16 minutos. Pressionando o rival e controlando o ritmo do jogo, o time da casa voltou a levar perigo com o até então "sumido" Mkhitaryan, que concluiu, aos 37, a jogada iniciada por Lewandowsk. O Arsenal se deu por satisfeito em ir para o intervalo com o empate.

SEGUNDO TEMPO

O Borussia voltou para a etapa final com o mesmo ímpeto visto nos 45 minutos iniciais. E o time da casa só não fez 2 a 0 logo com cinco minutos, pois Szczęsny justificou a sua titularidade ao impedir gols de Reus e Błaszczykowski. E não é que o Arsenal abriu o placar ao finalizar pela primeira vez no jogo quando era pressionado pelo rival. Özil inicicou a jogada e, com falha de Subotić, Ramsey venceu Weidenfeller, aos 17 minutos.

O gol sofrido deixou o Borussia atordoado em campo. O Arsenal só não ampliou, pois Şahin evitou um gol certo em cima da linha. Refeito da pressão e do momento de instabilidade, o time alemão até tentou transpor a marcação rival com as entradas de Aubameyang, J. Hofmann e Schieber, mas não teve êxito.

PRÓXIMOS JOGOS

O Borussia volta a atuar na Liga dos Campeões no próximo dia 26, quando receberá o Napoli, novamente no Signal Iduna Park. Já o Arsenal, no mesmo dia, receberá o Olympique de Marselha no Emirates Stadium.

NAPOLI SOFRE, MAS VENCE O OLYMPIQUE

O Napoli sabia que qualquer resultado diferente de uma vitória contra o Olympique de Marselha seria trágico projetando uma classificação às oitavas de final da Liga. E, com sofrimento, o time italiano venceu o rival, por 3 a 2, com dois gols de Huiguaín e um de Inler. André Ayew e Florian Thauvin marcaram para o time francês.

FICHA TÉCNICA
BORUSSIA DORTMUND 0 X 1 ARSENAL

Local: Signal Iduna Park, em Dortmund (ALE)
Data-Hora: 6/11/2013 – 17h45 (de Brasília)
Árbitro: Björn Kuipers (NED)
Auxiliares: Sander van Roekel (NED) e Erwin Zeinstra (NED)
Cartões amarelos: Lewandowski (BOR); Arteta (ARS)
Cartões vermelhos: Não houve.

Gol: Ramsey, 17'/2ºT(0-1).

BORUSSIA DORTMUND: Weidenfeller, Grosskreutz, Papastathopoulos, Subotić e Schmelzer; Nuri Şahin, Bender (J. Hofmann, 24'/2ºT), Błaszczykowski (Aubameyang, 24'/2ºT), Mkhitaryan e Reus (Schieber, 41'/2ºT); Lewandowski – Técnico: JürgenKlopp.

ARSENAL: Szczęsny, Sagna, Mertesacker, Koscielny e Gibbs; Ramsey, Arteta, Santi Cazorla (Monreal, 25'/2ºT), Özil e Rosický (Vermaelen, 46'/2ºT); Giroud (Bendtner, 45'/2ºT) – Técnico: Arsène Wenger.