icons.title signature.placeholder Guilherme Gomes
12/11/2014
20:40

Novak Djokovic mostrou na noite desta quarta-feira na arena O2 por que é o líder disparado do ranking deste ano. Mesmo contra um Wawrinka que vinha de excelente vitória sobre Berdych, o sérvio passou o carro no suíço: 6-3 e 6-0, com direito a "pneu" no segundo set, e em apenas 66 minutos de jogo. Foi a segunda vitória seguida do sérvio no grupo B.

Curiosamente, no início do jogo, Wawrinka saiu na frente, quebrando logo o serviço de Djoko, abrindo 2 a 0 e dando a impressão que faria um jogo duro contra o atual bicampeão seguido das Finais. Mas o ímpeto do suíço naufragou junto a seu saque. Foi quebrado de volta logo em seguida e passou a perder pontos em profusão. Dos 23 pontos seguintes, o suíço venceu apenas três.

O resultado praticamente garante uma vaga para Djokovic nas semifinais. Com o triunfo, ele amplia para 29 jogos a sua invencibilidade em torneios indoor.

Djokovic está agora a uma vitória de assegurar o número 1 no ano. Se vencer Berdych amanhã, não poderá mais ser alcançado por Federer no ranking.

O atropelo também serviu como uma desforra, já que Wawrinka havia vencido o último duelo entre ambos, nas quartas de final do Aberto da Austrália por 3 a 2 em janeiro. Agora, o sérvio está 17 a 5 em jogos contra os top 10 neste ano.

No segundo set, praticamente não houve jogo. Wawrinka ganhou apenas sete pontos. Agora, ele vai enfrentar o croata Marin Cilic no último jogo da fase de grupos.