icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
04/07/2014
20:45

A Argentina liderada por Messi ou a Bélgica com a sua melhor geração em décadas? Qual destas duas seleções avançará à semifinal da Copa do Mundo? Essa pergunta será respondida a partir das 13h deste sábado, no Estádio Nacional, em Brasília. Foi eliminando a Bélgica de
Jean-Marie Pfaff, Enzo Scifo & Cia. na semifinal que a Argentina de Maradona se credenciou para conquistar o bicampeonato, em 1986. Revanche belga ou novo triunfo dos hermanos? Acompanhe esse duelo, que terá transmissão em tempo real do LANCE!Net.

Para alcançar este duelo pelas quartas de final, a Argentina confirmou o favoritismo no Grupo F, mas não teve a facilidade esperada. Vitória por 2 a 1 diante da Bósnia, triunfo com gol de Messi nos últimos minutos contra o Irã (1 a 0) e vitória apertada contra a Nigéria (3 a 2). Nas oitavas de final, Messi & Cia. sofreram para derrotar a Suíça, por 1 a 0, com gol apenas na prorrogação.

Diante da Bélgica, a Argentina terá pelo menos uma novidade. O lateral-esquerdo Rojo cumprirá suspensão automática, com Basanta sendo o seu substituto. O técnico Alejandro Sabella ainda faz mistério, mas o sistema defensivo dos hermanos poderá ter Demichelis ao invés de Federico Fernandez, totalizando duas mudanças. Já Agüero, apesar de recuperado de lesão na coxa esquerda, deverá ser opção para o decorrer do jogo. O quarteto ofensivo, com isso, seguirá sendo formado por Di María; Messi, Higuaín e Lavezzi.

GERAÇÃO DE OURO BUSCA NOVO FEITO

Foram nove pontos em nove possíveis na Primeira Fase, mas o desempenho da Bélgica contra Argélia, Rússia e Coreia do Sul não foi o esperado. Contra os Estados Unidos, os Diabos Vermelhos precisaram da prorrogação para, finalmente, vencer o goleiro Howard. Contra a Argentina, os comandados terão nova chance para comprovar o talento daquela que é, para muitos, a melhor geração da história belga.

– Estudamos suas táticas e vamos manter o nosso estilo de jogo. Não vamos apenas nos defender. Jogaremos futebol de forma compacta, sem deixar espaço. Temos que atacar e defender em conjunto – disse o técnico Marc Wilmots, que esbanjou confiança ao falar do duelo deste sábado.

A tendência é que Wilmots aposte em Lukaku como referência no ataque, após a boa atuação do jogador do Chelsea diante dos Estados Unidos. Com isso, o jovem Origi, de 19 anos, voltará a ser opção no banco.

Quem avançar deste duelo enfrentará Holanda e Costa Rica, que também se enfrentarão nesta sexta-feira, mas a partir das 17h.

FICHA TÉCNICA
ARGENTINA X BÉLGICA

Local: Estádio Nacional, em Brasília (DF)
Data-hora: 5/7/2014 – 13h
Árbitro: Nicola Rizzoli (Fifa-ITA)
Auxiliares: Renato Faverani (Fifa-ITA) e Andrea Stefani (Fifa-ITA)

ARGENTINA: Romero; Zabaleta, Demichelis, Garay e Basanta; Mascherano, Gago e Di María; Messi, Higuaín e Lavezzi – Técnico: Alejandro Sabella.

BÉLGICA: Courtois; Alderweireld, Van Buyten, Kompany e Vertonghen; Witsel, De Bruyne, Fellaini e Hazard; Mertens e Lukaku – Técnico: Marc Wilmots.