icons.title signature.placeholder Rodrigo Ciantar
09/12/2013
15:01

No fim da manhã desta segunda-feira, a reportagem do LANCE!Net visitou a Arena Joinville e viu de perto os estragos causados pela lamentável briga entra as torcidas de Vasco e Atlético-PR. Ainda há marcas de sangue na arquibancada e muitas avarias.

Na arquibancada que fica atrás de uma das balizas, onde vascaínos e atleticanos brigaram, há pelos menos quatro pontos diferentes com manchas de sangue. O local não foi lavado porque na madrugada de domingo para segunda-feira a polícia fez uma perícia na Arena.

Nessa perícia, inclusive, foram alguns objetos de torcedores na arquibancada e na parte interna do estádio. Segundo um funcionário da Arena Joinville, um chinel do Atlético-PR foi encontrado na parte em que estavam os vascaínos. No banheiro havia uma camisa do Furacão toda rasgada. Isso tudo, entre outras coisas, foi recolhido como prova.

Foi verificado também que o portão que separaria a torcida do Vasco foi quase arrancado. A base ficou danificada. No banheiro, vidros foram quebrados e outros objetos, como lixeiras e recipientes para papel toalha e sabonete líquido, foram destruídos.

Barra usada por vascaíno foi arrancada de mesa

Durante a visita da perícia, foi constatado que a barra utilizada como arma pelo torcedor vascaíno flagrado nas imagens era na verdade o pé de uma mesa, que fica localizada em um bar do estádio.

A mesa ainda está no local, mas sem mais nenhum pé. Duas dessas "barras" foram apreendidas pela polícia logo após a confusão.

Barra usada como arma foi arrancada de mesa de bar do estádio (Crédito: Rodrigo Ciantar)