icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
13/06/2014
08:26

A Arena do Grêmio ganhou nesta semana um certificado de empreendimento sustentável na categoria prata do Leadership in Energy and Enviromental Design (Leed), dado pela United Stats Green Building Council (USGBC), com sede em Washington, nos Estados Uinidos. Apenas 164 construções receberam o selo verde no Brasil até maio deste ano.

A Arena adiantou-se e desenvolveu todo o projeto do equipamento multiuso já adaptado aos padrões de sustentabilidade e da Fifa. Segundo Carlos Rossi, gerente de Facilities da Arena do Grêmio, são poucas as construções no país que recebem esse tipo de certificação.

- Para que fosse garantido o certificado, os fornecedores da Arena precisaram estar cadastrados, para que a fiscalização tivesse controle sobre o material - explicou o gerente. Os objetivos destas ações são o combate a poluição e a economia no consumo.

O certificado foi garantido por atingir 51 pontos por itens como: prevenção ativa de poluição na construção; escolha do terreno; densidade de desenvolvimento e envolvimento com a comunidade; coleta de água das chuvas; redução no uso da água; performance energética mínima; armazenamento e coleta de recicláveis; uso de materiais regionais; e inovação em design.

No caso do material reciclado, a Arena utilizou madeira com certificado FSC (de demolição e reflorestamento) e aço reciclado em 50% da obra. Os motores não tinham substâncias poluentes, como graxa para a lubrificação (foi usada a tecnologia de magnetismo), enquanto o ar condicionado utiliza gases que não contaminam. Já a água é reaproveitada de coleta da chuva, em dois locais: nas calhas d'água da cobertura e no fosso da grama.