icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
15/11/2013
17:10

A saída de Tite do Corinthians ao fim de seu contrato vai impossibilitar que o treinador seja o comandante da equipe na inauguração da Arena Corinthians, que deve ser entregue no fim de dezembro. Questionado sobre o assunto, o presidente Mário Gobbi disse que o técnico é um convidado de honra para o evento histórico.

Além disso, o mandatário revelou que a ideia do clube é estrear a nova casa com partidas entre Corinthians x Corinthians, com times de categorias de base e até de ídolos, que atualmente jogam pela equipe de masters.

- O Tite é um convidado de honra para inaugurar o estádio, para ir ao jogo. Estamos com a ideia de fazer um jogo Corinthians contra Corinthians. Certamente o Tite estará lá com a gente - garantiu.

- Frustra por causa da história toda, pelos três anos que passamos juntos, fazendo estes trabalhos para o estádio levantar. Claro que frustra, frustra bastante. Às vezes você caminha, caminha e ganha... Só que aí surge um contratempo que não era para ser - completou Gobbi.

Ao contrário do presidente, Tite preferiu brincar com a situação e disse que o seu "tesão" neste momento é voltar ao Pacaembu. O Timão não joga no Paulo Machado de Carvalho há cinco rodadas como mandante. O fato se deu pela punição do STJD. Primeiro pelo briga entre corintianos e vascaínos, em Brasília-DF (quatro jogos) e depois uma garrafada em um bandeirinha, contra a Portuguesa.

- Eu estou com um tesão danado de jogar no Pacaembu de novo. É sério! Ali as conquistas estão marcadas, é muito forte. Não quero mais perder mando. Que segurem a onda e façam como aconteceu contra Fluminense, vamos reeducar o torcedor. Se alguém fizer algo, o outro vai lá e fala. Não é dedurar, é não deixar o clube ser punido e assumir a responsabilidade que fez. A emoção de voltar ao Pacaembu é muito grande - afirmou, se referindo a um copo que a torcida acertou em Romarinho, mas que, com os torcedores identificados, o clube não deverá ser novamente punido.