icons.title signature.placeholder Enrico Bruno
25/03/2014
18:26

Não foi só o torcedor do Atlético-MG que teve motivos para comemorar nessa terça-feira, 25 de março. Anunciado como uma das contratações mais caras em toda a história do clube, o meia-atacante Guilherme completa três anos de Galo, desde que foi anunciado exatamente no dia do aniversário do clube, em 2011.

- Faço um balanço positivo desses três anos, as únicas coisas negativas foram as lesões. Boa parte delas, eu mesmo poderia ter evitado, mas procuro me apegar aos momentos positivos. Houve contratempos, mas me apego aos bons momentos para fazer o meu melhor e ficar mais anos aqui - comentou o meia, que saiu de campo contra o América-MG como um dos melhores jogadores da partida.

Apresentado como centroavante, Guilherme passou por algumas outras posições até se encontrar dentro de campo. Ainda com Cuca, o jogador chegou a atuar na ponta, passando a ser exigido também defensivamente. Atualmente, o meia faz a função de Ronaldinho, organizando o meio campo do Galo.

- Cheguei para ser atacante, mas dependendo das circunstâncias, fui recuando. No final de tudo, foi bom, me deu rotatividade. Joguei pelas pontas, pelo meio, trocando de posições. Foi bom para o time e para mim também. Hoje em dia, me sinto à vontade jogando de frente para o adversário, trocando de posições com organização - completou o jogador, citando a força do grupo e esperando contribuir ainda mais com a equipe.

- Esse é o grupo que me deu, até o presente momento, o título mais importante da minha carreira. Essa data (25 de março) é muito especial para mim, espero continuar retribuindo com boas apresentações a cada jogo - finalizou.