icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
25/06/2014
17:15

Mais três novos reforços do Figueirense para a continuação do Campeonato Brasileiro foram apresentados. Em entrevista coletiva realizada nesta última terça-feira, o lateral-esquerdo chileno Roberto Cereceda, o atacante uruguaio Bruno Fornaroli e o meio-campista Felipe falaram oficialmente enquanto atletas do clube.

Cereceda é o mais experiente dos recém-contratados. Com 29 anos, o jogador revelado pelo Audax Italiano acumula passagens pelo Colo Colo e Universidad Católica de Chile, e chegou a defender a seleção chilena. Apesar da boa rodagem, ele destacou que vive uma grande expectativa em vestir a camisa alvinegra:

E MAIS:
> Figueirense contrata atacante do futebol português
> Nirley vê Figueirense forte e espera recuperar espaço no time titular
> Figueirense divulga datas de jogos-treino e amistoso

- A expectativa é grande, é um desafio digno. Venho para ajudar a equipe a sair da posição em que está e apoiar a todos, ao grupo.

Já o uruguaio Fornaroli, de 25 anos, foi revelado pelo Nacional e após um ano no clube se transferiu para o Sampdoria da Itália. Ao longo da carreira, atuou por outros clubes da Europa e também da América Latina: San Lorenzo (ARG), Recreativo de Huelva (ESP), Panathinaikos (GRE) e, por fim, o Danubio (URU). O atacante comparou seu momento no Brasil com suas outras idas ao exterior:

- Na Itália, foi um pouco difícil porque eu era muito jovem, mas agora estou bem, me sinto bem. Penso que aqui todo mundo trabalha com muita alegria e isso é bom para quem vem de fora se sentir contente.

 
 Felipe já havia trabalhado com Guto Ferreira (Foto: Luiz Henrique/Figueirense)

O meio-campista Felipe, de 24 anos, também falou com a imprensa. O atleta foi formado e estreiou como profissional no Palmeiras. Passou pelo Rio Branco-SP, Bahia, Olaria (RJ) e Guarani. Ainda trabalhou com o técnico Guto Ferreira no Mogi Mirim (SP) e, por fim, foi ao Atlético-PR, seu último clube. Conforme ele, o Figueira só deve melhorar na tabela após o retorno do Brasileirão.

- Foi bom esta parada para acertar a equipe e para os jogadores que estão chegando se adaptarem. Acho que está cedo para falar sobre quem vai cair, quem vai brigar em baixo ou em cima. Mas tenho certeza que o Figueirense vai melhorar na tabela e vai só subir - finalizou.