icons.title signature.placeholder Aurino Leite, João Matheus Ferreira e Roberto Veloso
05/04/2014
10:15

Além de Vasco e Flamengo, Felipe também vestiu a camisa do Flu no Rio de Janeiro. O jogador, todavia, não é tão reconhecido pela torcida tricolor por conta do pouco brilho que teve ao longo das duas passagens, em 2005 e 2013. Por conta disso, o ex-craque esbanjou humildade e pediu desculpas ao clube por não ter rendido o que todos esperavam.

- Nesta última vez, eu sabia que ia ter poucas chances. Eles tinham ganho dois Brasileiros em três anos. Fui para ser opção e acabei jogando pouco, até mais com o Luxemburgo, por causa do esquema. Mas só tenho a agradecer e peço desculpas, pois gostaria de ter ajudado mais - disse.

Na primeira passagem, em 2005, ainda foi envolvido em uma polêmica após acertar um soco no volante Marcos Mendes, do Campinense-PB, em um jogo pela Copa do Brasil. Em março daquele ano, foi julgado pelo STDJ e pegou seis meses de suspensão. Por isso, pouco jogou naquele ano.

- Eu até estava rendendo bem em 2005, mas acabou que a suspensão prejudicou tudo. Até conquistei o Carioca. Claro que eu errei. Mas como eu estava muito na mídia, me pegaram como bode expiatório. Quem não calça chuteira sempre gosta de aparecer de alguma forma. Eu era o jogador mais falado na época - criticou.

Embora ainda tenha a expectativa de fazer um jogo de despedida com a camisa do Vasco, o último clube, de fato, de Felipe, foi o Fluminense. Afinal, depois que terminou o Campeonato Brasileiro do ano passado o clube não renovou o contrato dele, e três meses depois, anunciou aposentadoria.