icons.title signature.placeholder Fellipe Lucena e Thiago Ferri
22/04/2014
16:53

O lateral-direito Luis Felipe voltou a fazer parte do elenco principal do Palmeiras. Ele estava treinando em horários alternativos na Academia de Futebol porque brigava com o clube na Justiça, que deu ganho de causa ao Alviverde. O estafe do jogador não entrou com recurso no prazo estabelecido, e ele está regularizado na CBF, podendo ser utilizado se Gilson Kleina quiser.

A briga entre as partes começou no fim do ano passado, quando Luis Felipe era titular do time após voltar de empréstimo ao Penapolense. Com contrato até março de 2014, ele havia acertado a renovação até dezembro do mesmo ano, mas o clube redigiu um formulário de registro na Federação Paulista de Futebol com erro de digitação, indicando de maneira equivocada que o novo vínculo terminaria em dezembro de 2013.

Após notar a falha, Luis Felipe solicitou valores bem maiores do que os combinados para renovar e entrou em atrito com a diretoria. Diante do impasse, o Alviverde acionou o atleta na Justiça do Trabalho, antes de a FPF considerar válida a renovação até o fim de dezembro. Depois disso, a juíza que analisava o caso o extinguiu a pedido do clube.

No fim de 2013, Luis Felipe chegou a acertar um pré-contrato e fazer exames médicos pelo Benfica (POR), mas a vitória do Palmeiras na Justiça invalidou o acordo com os lusos.

Se a comissão técnica decidir utilizá-lo, pode resolver um grave problema do elenco. Hoje, o titular na lateral direita é Wendel, volante improvisado, e a reserva tem apenas o jovem Bruno Oliveira, que frequentemente convive com lesões. Jorge Moreira, do Libertad (PAR), é alvo antigo e o clube busca investidores para fechar com ele.