icons.title signature.placeholder Luiz Carlos Ferreira
02/11/2013
09:18

Após o vice do Campeonato Paulista, o Vôlei Brasil Kirin tentará curar sua ressaca neste sábado, na Superliga, justamente contra seu algoz. Na Vila Leopoldina (SP), o time encara o Sesi pela terceira vez seguida, às 21h30 (de Brasília), em confronto da sexta rodada.

O time de Campinas está em quarto, com 13 pontos, enquanto os adversários aparecem na terceira colocação, com um ponto a mais.

O Vôlei Brasil Kirin, que perdeu nos dois jogos anteriores, tenta mudar o foco, visando a classificação do torneio nacional. Em entrevista ao L! antes da decisão da última quinta, o técnico Alexandre Rivetti admitiu que a partida na Vila Leopoldina teria resquícios da final.

Agora, ele acredita em um clima de revanche, mas ressalta que isto não irá influenciar na quadra. Além desta sequência, os times já haviam se enfrentando outra vez nesta temporada. Na ocasião, o Vôlei Brasil Kirin levou a melhor na primeira fase do Paulista.

– A gente tem que retomar a Superliga. Infelizmente, jogamos novamente com o Sesi. Tem o lado bom por já saber a marcação e ruim pela derrota – disse o técnico.

Um dos jogadores mais experientes do grupo, o central André Heller destaca que o time deve encontrar outra motivação para o duelo e não se abalar com o revés.

– Aconteceu o que a gente queria que não acontecesse. Agora, motivação a gente encontra de outra forma. Nós somos profissionais e temos que saber que é outra competição – afirmou o central, que está em Campinas desde 2010.

Após o confronto, as duas equipes farão uma pausa na Superliga por conta da participação da Seleção na Copa dos Campeões, que começa no dia 19 de novembro, no Japão. Vôlei Brasil Kirin e Sesi voltam ao torneio no dia 30.