icons.title signature.placeholder RADAR / LANCEPRESS!
16/11/2014
19:34

Apesar da derrota para os norte-americanos no ATP Finals, torneio que reúne anualmente as oito melhores parcerias da atualidade, o tenista brasileiro se mostrou satisfeito com o segundo lugar. Marcelo destacou que 2014 foi um ano de adversidades.

- Seria melhor a vitória, logicamente. Mas esse ano foi excelente, de superação. Ivan e eu não jogamos alguns torneios grandes juntos, por causa de lesão, porém mesmo assim entramos no Finals. Chegar a decisão é uma satisfação imensa - afirmou o tenista.

Em Londres, o brasileiro foi responsável por recolocar um tenista nacional na final da competição, fato que não acontecia desde 2004, quando Gustavo Kuerten venceu a antiga Master Cup, em Lisboa (POR).

Ao lado do croata Ivan Dodig, o brasileiro foi superado na final, em Londres, na Inglaterra, pela parceria formada por Mike e Bob Bryan, por 2 sets a 1, parciais de 7/6 (5), 2/6 e 10/7.

- Mais uma vez a partida foi decidida nos detalhes. Foi um belo jogo, mas uma pena, mesmo, a vitória ter escapado. Tivemos uma semana fantástica, fizemos excelentes jogos, com boas vitórias - comentou o mineiro.

Neste ano, Melo faturou o ATP 250 de Auckland, em parceria formada com o austríaco Julien Knowle, e foi vice-campeão em cinco oportunidades: ATP 500 do Rio, com David Marrero (ESP); ATP 500 de Tóquio, Masters 1000 de Monte Carlo, Masters 1000 de Toronto e ATP Finals, todos com o croata Ivan Dodig.