icons.title signature.placeholder João Pedro Marins
icons.title signature.placeholder João Pedro Marins
17/07/2013
14:16

O finalista do primeiro TUF Brasil, Godofredo Pepey, estava escalado para enfrentar o americano Sam Sicilia no UFC de Belo Horizonte, que acontece no dia 4 de setembro, mas uma lesão impediu o brasileiro de atuar no evento. Pepey sentiu um desconforto no joelho após seu último combate e fará uma ressonância ainda nesta semana para saber a gravidade da lesão. Em entrevista ao LANCE!Net, o empresário do atleta, Júlio Eller, afirmou que, dependendo do resultado dos exames, o brasileiro pode voltar ao octógono em outubro.

- Faremos uma ressonância esta semana para ver se é uma lesão séria, mas aparentemente não é. Por estar muito recente (do seu último combate), o médico decidiu adiar a volta do Pepey para ter todos os detalhes da lesão. Há uma possibilidade de ele (Pepey) participar de um evento em outubro, com local ainda não confirmado. O UFC está esperando para ver se ele terá condições de lutar - informou Eller, em conversa por telefone.

O empresário do brasileiro comentou ainda sobre a reação do atleta ao ter sido vetado pelos médicos. Segundo ele, apesar da decepção, a decisão de não lutar foi acertada, já que o lutador vem de derrota.

- O Pepey ficou muito chateado, mas como está vindo de derrota, é melhor fazer uma luta com bastante segurança, quando estiver 100% fisicamente - relatou o empresário.

Godofredo Pepey já realizou três lutas pelo Ultimate, contando com uma vitória e duas derrotas. Em sua última exibição, no UFC de Fortaleza, ocorrido em junho, o brasileiro foi nocauteado no primeiro round por Felipe Sertanejo. Mas, de acordo com o Júlio Eller, uma possível demissão de Pepey no UFC não chegou a ser cogitada.

Única vitória de Godofredo Pepey no UFC foi contra Miltinho Vieira (FOTO: Inovafoto)

- O esporte é muito competitivo. Pepey foi finalista do TUF. Óbvio que ninguém espera uma derrota, mas ele merece mais uma chance no UFC. Uma derrota não pode ser definitiva e não passou pela cabeça que ele pudesse ser cortado - declarou.

Embora nada oficial tenha sido divulgado pelo UFC, há rumores de que a organização reservou as datas de 9 de outubro e 9 de novembro para eventos no Brasil.

O finalista do primeiro TUF Brasil, Godofredo Pepey, estava escalado para enfrentar o americano Sam Sicilia no UFC de Belo Horizonte, que acontece no dia 4 de setembro, mas uma lesão impediu o brasileiro de atuar no evento. Pepey sentiu um desconforto no joelho após seu último combate e fará uma ressonância ainda nesta semana para saber a gravidade da lesão. Em entrevista ao LANCE!Net, o empresário do atleta, Júlio Eller, afirmou que, dependendo do resultado dos exames, o brasileiro pode voltar ao octógono em outubro.

- Faremos uma ressonância esta semana para ver se é uma lesão séria, mas aparentemente não é. Por estar muito recente (do seu último combate), o médico decidiu adiar a volta do Pepey para ter todos os detalhes da lesão. Há uma possibilidade de ele (Pepey) participar de um evento em outubro, com local ainda não confirmado. O UFC está esperando para ver se ele terá condições de lutar - informou Eller, em conversa por telefone.

O empresário do brasileiro comentou ainda sobre a reação do atleta ao ter sido vetado pelos médicos. Segundo ele, apesar da decepção, a decisão de não lutar foi acertada, já que o lutador vem de derrota.

- O Pepey ficou muito chateado, mas como está vindo de derrota, é melhor fazer uma luta com bastante segurança, quando estiver 100% fisicamente - relatou o empresário.

Godofredo Pepey já realizou três lutas pelo Ultimate, contando com uma vitória e duas derrotas. Em sua última exibição, no UFC de Fortaleza, ocorrido em junho, o brasileiro foi nocauteado no primeiro round por Felipe Sertanejo. Mas, de acordo com o Júlio Eller, uma possível demissão de Pepey no UFC não chegou a ser cogitada.

Única vitória de Godofredo Pepey no UFC foi contra Miltinho Vieira (FOTO: Inovafoto)

- O esporte é muito competitivo. Pepey foi finalista do TUF. Óbvio que ninguém espera uma derrota, mas ele merece mais uma chance no UFC. Uma derrota não pode ser definitiva e não passou pela cabeça que ele pudesse ser cortado - declarou.

Embora nada oficial tenha sido divulgado pelo UFC, há rumores de que a organização reservou as datas de 9 de outubro e 9 de novembro para eventos no Brasil.