icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/07/2013
11:05

Ausente na partida do Cruzeiro contra a Portugusa, no Canindé, o meia-atacante Ricardo Goulart esteve presente na goleada celeste diante do Atlético-GO e agora volta a estar disponível para Marcelo Oliveira no Brasileirão. Tomando como exemplo a goleada no Mineirão, o talismã celeste quer dar sequência ao bom desempenho no torneio nacional.

- Conseguimos um bom resultado, mas é preciso manter o ritmo na semana que vem. No Brasileirão, também precisa ser assim e vamos trabalhar para voltar a vencer no domingo contra o Náutico - disse Ricardo Goulart.

MAIS:
> Egídio recupera posto de rei das assistências no Cruzeiro
> Na Toca da Raposa, Borges e Henrique voltam aos trabalhos

Autor de quatro gols e duas assistências em 2013, Goulart comemora a nova chance de voltar a ser opção no time principal da Raposa. Até o momento, Ricardo foi utilizado em 17 jogos, cinco como titular, e 12 saindo do banco de reservas.

- Tive a infelicidade da expulsão, mas me fez amadurecer e voltei mais consciente. O Marcelo Oliveira apostou em mim e pude entrar e ajudar o Cruzeiro a vencer – falou o jogador, referindo-se, primeiro, ao cartão vermelho levado diante do Internacional, na quinta rodada do Brasileiro, e logo em seguida, à entrada no segundo tempo de jogo contra o Atlético-GO.

Ausente na partida do Cruzeiro contra a Portugusa, no Canindé, o meia-atacante Ricardo Goulart esteve presente na goleada celeste diante do Atlético-GO e agora volta a estar disponível para Marcelo Oliveira no Brasileirão. Tomando como exemplo a goleada no Mineirão, o talismã celeste quer dar sequência ao bom desempenho no torneio nacional.

- Conseguimos um bom resultado, mas é preciso manter o ritmo na semana que vem. No Brasileirão, também precisa ser assim e vamos trabalhar para voltar a vencer no domingo contra o Náutico - disse Ricardo Goulart.

MAIS:
> Egídio recupera posto de rei das assistências no Cruzeiro
> Na Toca da Raposa, Borges e Henrique voltam aos trabalhos

Autor de quatro gols e duas assistências em 2013, Goulart comemora a nova chance de voltar a ser opção no time principal da Raposa. Até o momento, Ricardo foi utilizado em 17 jogos, cinco como titular, e 12 saindo do banco de reservas.

- Tive a infelicidade da expulsão, mas me fez amadurecer e voltei mais consciente. O Marcelo Oliveira apostou em mim e pude entrar e ajudar o Cruzeiro a vencer – falou o jogador, referindo-se, primeiro, ao cartão vermelho levado diante do Internacional, na quinta rodada do Brasileiro, e logo em seguida, à entrada no segundo tempo de jogo contra o Atlético-GO.