icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
28/06/2014
16:41

O Brasil dominava o Chile quando Neymar cruzou uma bola na área e David Luiz se enroscou com Jara para tirar o goleiro Bravo da jogada e marcar o primeiro gol do Mineirão neste sábado. Parecia que seria simples garantir a vaga nas quartas de final da Copa do Mundo, mas não foi bem assim. Após o gol de empate chileno, as lágrimas brasileiras, o nervosismo e a emoção da classificação nos pênaltis, o autor do gol canarinho celebrou seu primeiro tento marcado pela Seleção e a vaga conquistada "no coração".

- A bola relou em mim, depois pega nele (Jara) e pega em mim, mas é um gol do grupo, um gol de bola treinada, que o Felipão treina com a gente. Todo o merecimento não é só do David, foi um gol que coroou todo um trabalho. Estamos de parabéns pelo espírito, pela luta, pela confiança um no outro, é difícil acontecer isso no meio profissional. Esse grupo tem coração, é humilde, sabe lutar, e graças a Deus fomos coroados com a vitória - sintetizou o camisa 4 da Seleção Brasileira, logo após a vitória por 3 a 2 nos pênaltis após empate por 1 a 1.

A comissão técnica da Seleção manteve David Luiz como dúvida até momentos antes da bola rolar. O companheiro de Thiago Silva até perdeu um dos treinamentos na Granja Comary, em Teresópolis, porque sentia fortes dores nas costas. Com tratamento intensivo, David Luiz superou o problema e até revelou uma informação de bastidores sobre as últimas horas antes da partida contra o Chile.

- Tenho que agradecer minha família, meus amigos, todo mundo que me encorajou a encarar esse desafio: Felipão, Runco (médico da Seleção)... Nem no treino eu conseguia andar. Ontem (sexta-feira) treinamos pênaltis, eu bati e senti muita dor nas costas. Hoje, quando o Felipão perguntou se eu podia ser o primeiro, falei que se aquela dor não me matou, eu conseguiria. Mas isso foi às custas de tratamento por dois dias sem parar. Hoje acordei 7h para tratar e estar em campo. Se não fosse eu acreditar no meu trabalho e no meu coração, não teria ido - disse o zagueiro, emocionado pela superação.

Além de atribuir a classificação à superação de dores e ao "coração" do grupo, David Luiz fez questão de elogiar a seleção do Chile, que empatou a partida apenas 13 minutos depois de o Brasil abrir o placar e criou dificuldades até o apito final.

- A gente tem que parabenizar a equipe do Chile, que tem jogadores de qualidade, um espírito maravilhoso e um grande treinador. Você sente isso. Tivemos um erro quando eles empataram porque a equipe deles briga, acredita. Faz parte do esporte, do bilho de uma Copa do Mundo - sentenciou o defensor canarinho.