icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
14/07/2013
10:05

De artilheiro do Grêmio em 2012 ao ostracismo no início do ano seguinte. Os 23 gols feitos na temporada passada não foram suficientes para manter Marcelo Moreno no Tricolor gaúcho, que, por ter contratado Barcos e Vargas para o ataque, decidiu afastar o centroavante boliviano. Agora no Flamengo, porém, Moreno parece ter ganhado uma sobrevida na carreira de artilheiro.

O atacante – que já tem quatro gols em sete jogos pelo Rubro-Negro – goza da titularidade praticamente desde que chegou à Gávea. Contratado para brigar por posição com Hernane, que, até então, era o único centroavante de ofício no elenco do Fla, Marcelo Moreno tinha um ponto a favor e outro contra na disputa pela vaga no time.

O fator positivo para o boliviano era o maior renome que o jogador tem em comparação ao companheiro de ataque. Por outro lado, Hernane já havia driblado parte da desconfiança da torcida ao ter se tornado o artilheiro do Campeonato Carioca, com 12 gols.

Em meio a este cenário, Moreno estreou pelo Fla na primeira rodada do Brasileirão, quando entrou no intervalo do jogo contra o Santos, justamente na vaga do Brocador. E, logo na rodada seguinte, diante da Ponte Preta, já se tornou titular no time.

Desde então, o boliviano não perdeu mais a vaga no ataque rubro-negro. Nem a troca de Jorginho por Mano Menezes no comando técnico da equipe fez com que a titularidade fosse ameaçada.

Satisfeito com o atual momento vivido no Flamengo, o centroavante não quer criar uma meta de gols até o fim da temporada, mas afirma que irá fazer a alegria da torcida rubro-negra.

– Pretendo fazer muitos gols, este é só o início. Não quero prometer um número exato, mas a torcida do Fla pode confiar em mim – disse.

De artilheiro do Grêmio em 2012 ao ostracismo no início do ano seguinte. Os 23 gols feitos na temporada passada não foram suficientes para manter Marcelo Moreno no Tricolor gaúcho, que, por ter contratado Barcos e Vargas para o ataque, decidiu afastar o centroavante boliviano. Agora no Flamengo, porém, Moreno parece ter ganhado uma sobrevida na carreira de artilheiro.

O atacante – que já tem quatro gols em sete jogos pelo Rubro-Negro – goza da titularidade praticamente desde que chegou à Gávea. Contratado para brigar por posição com Hernane, que, até então, era o único centroavante de ofício no elenco do Fla, Marcelo Moreno tinha um ponto a favor e outro contra na disputa pela vaga no time.

O fator positivo para o boliviano era o maior renome que o jogador tem em comparação ao companheiro de ataque. Por outro lado, Hernane já havia driblado parte da desconfiança da torcida ao ter se tornado o artilheiro do Campeonato Carioca, com 12 gols.

Em meio a este cenário, Moreno estreou pelo Fla na primeira rodada do Brasileirão, quando entrou no intervalo do jogo contra o Santos, justamente na vaga do Brocador. E, logo na rodada seguinte, diante da Ponte Preta, já se tornou titular no time.

Desde então, o boliviano não perdeu mais a vaga no ataque rubro-negro. Nem a troca de Jorginho por Mano Menezes no comando técnico da equipe fez com que a titularidade fosse ameaçada.

Satisfeito com o atual momento vivido no Flamengo, o centroavante não quer criar uma meta de gols até o fim da temporada, mas afirma que irá fazer a alegria da torcida rubro-negra.

– Pretendo fazer muitos gols, este é só o início. Não quero prometer um número exato, mas a torcida do Fla pode confiar em mim – disse.