icons.title signature.placeholder Luiz Carlos Ferreira
icons.title signature.placeholder Luiz Carlos Ferreira
31/07/2013
19:26

Após reunião de três horas entre o presidente da Federação de Atletismo do Estado do Rio de Janeiro (FTERJ), Carlos Alberto Lancetta, e o governador Sérgio Cabral, no Palácio Guanabara, nesta quarta-feira, ficou definido que a decisão final sobre a demolição ou não do Estádio de Atletismo Célio de Barros será feita em novo encontro, na manhã da próxima sexta.

Cabral pediu que estejam na reunião todos os envolvidos no caso, inclusive representantes da concessionária Complexo Maracanã Entretenimento S.A., que gere o estádio, e do governo municipal, além do Secretário Estadual de Esportes do Rio de Janeiro, André Lazaroni, e do presidente da Comissão de Esporte e Lazer da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ALERJ), Chiquinho da Mangueira (PMDB).

Lancetta preferiu não comentar os assuntos discutidos na reunião, mas disse que saiu confiante sobre a preservação do equipamento.

- Não foi decidido nada. Vamos fazer uma reunião na sexta-feira de manhã e o governador pediu que estivessem presentes todos os envolvidos no caso. Ele foi muito sensível a todas as nossas colocações - afirmou o dirigente.

Na última segunda, Cabral anunciou via Twitter que o Parque Aquático Júlio de Lamare seria mantido. Entretanto, não se pronunciou sobre o que aconteceria com o estádio de atletismo.

Após reunião de três horas entre o presidente da Federação de Atletismo do Estado do Rio de Janeiro (FTERJ), Carlos Alberto Lancetta, e o governador Sérgio Cabral, no Palácio Guanabara, nesta quarta-feira, ficou definido que a decisão final sobre a demolição ou não do Estádio de Atletismo Célio de Barros será feita em novo encontro, na manhã da próxima sexta.

Cabral pediu que estejam na reunião todos os envolvidos no caso, inclusive representantes da concessionária Complexo Maracanã Entretenimento S.A., que gere o estádio, e do governo municipal, além do Secretário Estadual de Esportes do Rio de Janeiro, André Lazaroni, e do presidente da Comissão de Esporte e Lazer da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ALERJ), Chiquinho da Mangueira (PMDB).

Lancetta preferiu não comentar os assuntos discutidos na reunião, mas disse que saiu confiante sobre a preservação do equipamento.

- Não foi decidido nada. Vamos fazer uma reunião na sexta-feira de manhã e o governador pediu que estivessem presentes todos os envolvidos no caso. Ele foi muito sensível a todas as nossas colocações - afirmou o dirigente.

Na última segunda, Cabral anunciou via Twitter que o Parque Aquático Júlio de Lamare seria mantido. Entretanto, não se pronunciou sobre o que aconteceria com o estádio de atletismo.