icons.title signature.placeholder Alexandre Araújo
14/04/2014
23:27

A diretoria do Vasco ganhou uma sobrevida em relação ao balanço referente ao ano de 2012. Em reunião na noite desta segunda-feira, o Conselho Deliberativo do clube aprovou mais um prazo para que o documento seja acertado (há cerca de dois meses, um prazo de 60 dias já havia sido aprovado). Desta vez, após mais um “acordão” – como ficou conhecido a aliança entre Roberto Dinamite e Eurico Miranda -, o departamento financeiro terá um período de 20 dias para enviar papéis que retifiquem os quesitos apontados pelo Conselho Fiscal.

Nos primeiros 60 dias, o departamento financeiro enviou alguns documentos, porém, dos 10 pontos, conseguiu corrigir quatro pontos.

Segundo o LANCE!Net apurou, no encontro do Conselho Deliberativo, Hélio Donin, presidente do Conselho Fiscal pediu que fosse concedido o prazo de 20 dias. Logo depois, Eurico Miranda, presidente do Conselho de Beneméritos, e Roberto Dinamite, presidente administrativo, fizeram coro ao pedido.

Inicialmente, apenas dois grupos políticos não foram a favor do prazo: membros da Chapa Identidade Vasco, encabeçada por Roberto Monteiro, e da Chapa É Vasco, que ainda não tem candidato à presidência.

Ainda de acordo com a apuração, durante a reunião, João Marcus, membro do Conselho Fiscal, fez questão de ressaltar que o prazo não era uma unanimidade do conselho. Ele também teria lembrado que o balanço de 2012 tem de ser aprovado antes do referente ao ano de 2013, ou seja, até 30 de abril.

Após o encontro, a reportagem abordou o presidente Roberto Dinamite, que não quis comentar sobre o caso:

- Hoje não - limitou-se a dizer o presidente.