icons.title signature.placeholder Gabriel Carneiro e Russel Dias
05/06/2014
07:02

Dirigentes do Santos se reuniram na tarde de quarta-feira com Valdemir Silva e Wagner Ribeiro, pai e empresário do atacante Gabriel, que já conversa sobre sua renovação de contrato (o vínculo vence em setembro de 2015). O encontro havia sido adiado por um dia em função da negociação pelo volante Souza, que pode ser fechada ainda nesta quinta.

Os quatro representantes do Peixe, inclusive o presidente Odílio Rodrigues, ouviram que a intenção do jogador é permanecer no Santos e assinar um vínculo por cinco temporadas. Assim, a única pendência é financeira, pois o estafe do camisa 7 deseja um salário de R$ 200 mil, enquanto o Peixe estuda oferecer R$ 120 mil, segundo o LANCE!Net apurou. No primeiro encontro, as duas partes se dispuseram a negociar, e a próxima reunião deve fechar o caso.

– As negociações estão adiantadas porque eles demonstraram o mesmo interesse que nós, que é renovar. Agora o Santos vai marcar outra reunião – contou Wagner Ribeiro.

O Imperador da Vila é um dos jogadores que o Barcelona tem preferência de compra em razão da venda de Neymar, mas até o momento nenhuma oferta da Europa chegou aos ouvidos do Comitê de Gestão do Peixe, que discutirá os valores da renovação em uma nova reunião nesta quinta-feira.

Apesar da pressão da torcida por contratações, o Santos trata a extensão do vínculo de Gabigol como prioridade nesta parada para a Copa do Mundo. Há a consciência de que o assédio deve aumentar nos próximos meses. Aos 17 anos, ele é o principal goleador do clube em 2014, com 14 gols marcados em 29 partidas.

Como bonificação, Gabigol já teve reajuste no mês passado, e também está estabelecido que o novo vínculo terá gatilhos por metas ultrapassadas, como gols e jogos como titular.

O atacante está no Santos desde os oito anos e sua multa rescisória está avaliada em R$ 150 milhões.