icons.title signature.placeholder Guilherme Cardoso
17/03/2014
08:08

Uma ex-aposentada de 25 anos. Pode até parecer estranho, mas essa é a situação da golfista Angela Park. Após dois anos afastada das competições, ela retomou a carreira no fim de 2012. E nos Jogos Sul-Americanos do Chile, defendeu pela primeira vez o time brasileiro.

O resultado não foi o esperado. Pelo menos para quem acompanha a carreira da brasileira. Vice-campeã do Aberto dos Estados Unidos e caloura do ano em 2007, ela terminou a disputa em Santiago na última colocação, entre 13 participantes.

– Estou tentando desfrutar um pouco. Esse é meu primeiro torneio pelo Brasil. Havia jogado um evento no Chile há 13 anos, mas agora é diferente. Tem sido interessante – disse.

Angela ainda tenta se readaptar ao ritmo das competições. Nos dois anos de aposentadoria, pouco quis saber do esporte. Chegou a jogar uma ou duas vezes, mas só por diversão. Ela até passou a trabalhar em uma hipotecária e em um hotel, na Califórnia (EUA), onde vive, no período afastada dos torneios.

Então, a vontade de voltar a competir falou mais alto. E o desejo da Confederação Brasileira de Golfe (CBG) de tê-la no time brasileiro pesou. Como a modalidade vai fazer parte dos Jogos Olímpicos de 2016, a atleta é vista como uma possibilidade de medalha para o Brasil.

– Acho que me arrependeria se não voltasse a jogar. Vi como uma oportunidade e achei que deveria aproveitá-la. Seria uma tolice minha se não aproveitasse – afirmou.

Após nascer em Foz do Iguaçu (PR) e mudar para os Estados Unidos com apenas oito anos, Angela quase não fala português. Ela garante estar aprendendo o idioma e diz entender algumas palavras.

Sua mãe e muitos familiares moram em São Paulo E sempre quando tem tempo, ela viaja para a capital paulista. O que ela mais gosta de comer? Pão de queijo.

– Não gosto do trânsito, mas sempre gostei das pessoas do Brasil. É tão diferente de onde moro – afirmou a ex-aposentada.

QUEM É A ATLETA:

Nome:
Angela Park

Nascimento:
25/8/1988, em Foz do Iguaçu (PR)

Melhores momentos:
Em 2007, foi vice-campeão do Aberto dos Estados Unidos e levou o prêmio de caloura do ano da Liga Profissional Americana..

Premiações:
Chegou a ganhar cerca de R$ 4 milhões em sua primeira passagem pelo esporte, antes de parar em 2010.

CONFIRA UM BATE-BOLA COM ANGELA PARK:

Por que decidiu se aposentar do golfe em 2010?
ANGELA PARK: Estava cansada de jogar golfe. Jogava desde os nove anos, não tinha férias, nem tempo livre. Achei que era demais para mim, queria fazer outra coisa. Então, trabalhei.

Como foi o tempo sem jogar?
AP: Foi uma boa experiência. Trabalhei em uma companhia de hipoteca e em um hotel. Abriu meus olhos. Tinha um bom emprego, e tirei uma boa experiência. Não me arrependo. Fico feliz de ter passado por aquilo.

E como foi o retorno ao esporte?
AP: Não jogava golfe competitivamente havia muito tempo, mas estou tentando reconstruir minha carreira do zero. É muito mais difícil. Todo atleta tem suas lutas, e estou tentando ganhar as minhas. Não vou desistir, então depois daqui ganharei mais de confiança.

Pensa na Olimpíada?
AP: Penso, mas tento me focar no presente. Faltam dois anos e meio, e não tenho garantia de que vou me classificar. Contanto que me dedique, acho que vai acontecer.

* O repórter viaja a convite do COB