icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
09/07/2014
20:04

Contratado no meio do mês de janeiro, Wallyson começou sua trajetória no clube como um dos principais destaques na campanha na Copa Libertadores. No entanto, o jogador caiu de rendimento repentinamente e passou a ser muito cobrado por parte dos torcedores alvinegros, perdendo a vaga de titular. De acordo com o atacante, que tem treinado novamente entre os titulares, isso ocorreu pois ele não teve tempo suficiente para realizar uma boa pré-temporada. Sobre as críticas, garantiu não se incomodar.

- Quando você veste a camisa de um clube grande como o Botafogo a pressão existe, não tem como diminuir. Estou acostumado e passei por isso nos clubes que joguei. Antes de vir para o Botafogo estava treinando, mas não o tempo suficiente, não tive uma sequência como eu esperava e chegaria o momento que ia dar uma caída por causa do condicionamento físico - disse Wallyson, em entrevista coletiva, concedida nesta segunda-feira, no Cefan, onde o time tem realizado seus treinamentos.

Até aqui, Wallyson participou de 21 jogos pelo Botafogo e fez cinco gols. Para o atacante, que chegou a ter proposta para deixar o clube, o que depois não se confirmou, a eliminação precoce na Copa Libertadores dificultou muito a situação do time no primeiro semestre.

- Com a saída da Libertadores a pressão aumentou, mas o nosso grupo sabia que tinha condições de sair daquela situação complicada e aos poucos estamos evoluindo. O Mancini chegou, colocou para nós o seu jeito de jogar e a nossa esperança para o segundo semestre é muito grande. Estamos treinando muito para dar o nosso melhor - disse Wallyson.

Wallyson e o Botafogo fazem seus últimos preparativos para retornar ao Campeonato Brasileiro no dia 16, contra o Sport, em Recife. Com nove pontos, o time ocupa a 13ª colocação na tabela de classificação da competição.