icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
15/12/2013
14:15

A presença de Fernandinho foi, sem dúvidas, uma das maiores incertezas do Atlético-MG antes de embarcar para o Marrocos, onde disputa o Mundial de Clubes da FIFA. A medida em que Ronaldinho se recuperava de lesão, o velocista seguia como única dúvida do torcedor alvinegro. Felizmente, o camisa 11 do Galo foi inscrito no torneio e está pronto para retribuir a confiança do time e da torcida.

- Acabou a ansiedade, agora temos que retribuir o carinho da torcida, procurar fazer o máximo nesse mundial. Em alguns momentos, vi que existia uma possibilidade de ficar de fora, mas felizmente estou aqui e agora espero dar o meu melhor para ganhar esse título. O que a torcida fez, o apoio que deram na nossa ida, mostrou um pouco dessa nossa expectativa e desejo de ganhar. Temos que dar o nosso melhor para retribuir da melhor forma, mostrando nosso futebol e tentando levar esse título - falou o meia, em entrevista à Rádio Itatiaia.

MAIS:
> Surpreso com vitória do Raja, treinador do Galo avalia primeiro adversário
> Cuca revela proposta milionária, mas diz que só vai resolver após o Mundial

Apesar de ainda ter que disputar a semifinal contra o Raja Casablanca, uma eventual final contra o Bayern não sai da cabeça dos atleticanos. Para Fernandinho, apesar do time bávaro ser sim um dos melhores times do momento, a decisão em um jogo só pode ajudar o Atlético a sair de campo com uma vitória e o título mundial.

- O Bayern tem vários jogadores que podem decidir um jogo a qualquer momento. Por isso não podemos ter dúvida ou qualquer falta de atenção. Temos que estar ligado o tempo todo. Cada jogo é um jogo. O fato do Bayern ser muito ofensivo pode sobrar um pouco de espaço para nós. Creio que nesses espaços podemos aproveitar uma oportunidade - completou o meia-atacante.

Antes da final, o Galo ainda precisa passar pelo time anfitrião. Nesta quarta-feira, às 17h30, o time de Cuca, Fernandinho e companhia enfrentam o Raja Casablanca. O time marroquino já atuou por duas vezes no Mundial, vencendo as duas partidas, diante do Aukland City e Monterrey, ambos por 2 a 1.