icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
25/11/2014
14:27

Desde 1987 no Manchester United, quando chegou para compor a divisão de base, Ryan Giggs pode estar de saída. Auxiliar de Louis van Gaal e considerado por muitos como possível técnico dos Red Devils no futuro, o galês pode deixar o clube para adquirir experiência. Em entrevista ao canal 'Sky Sports', ele disse que pretende dar os primeiros passos como treinador e, com o holandês, não teria muito espaço.

- Eu estive no United por tanto tempo que já sou familiar ao clube. Mas, se eu quiser aumentar minha carreira como treinador e não der para ser no United, tudo bem. Vou ter de esperar e ver. Não estou pensando em assumir o United - revela o galês.

E MAIS
- LANCE!Net analisa o desempenho de Neymar e Miranda em 2014
- Ex-dirigente garante que houve oferta de suborno para escolha do Qatar-22
- Ex-olheiro revela que Barça poderia ter contratado Courtois e Varane

Mas Giggs já teve o gostinho de comandar o United na temporada passada. Sem aspirações no campeonato Inglês - o único no qual o clube participava -, a diretoria demitiu o então técnico David Moyes e o efetivou, mesmo que temporariamente, por quatro jogos. E a experiência, dita por ele na época 'como a melhor de todas', causou boa impressão na cúpula.


Giggs é recordista de partidas pelo Manchester United (Foto: Olly Greenwood/AFP)

O próprio Van Gaal afirmou que Giggs seria o seu sucessor ideal no United. O holandês, cujo contrato vai até 2017, elogiou a facilidade com que o seu auxiliar se comunica com o elenco.

Giggs tem uma série de recordes na carreira como atleta. Entre os mais significativos são: jogador com mais títulos, partidas e assistências da Premier League; mais jogos pelo Manchester United; e único jogador do time inglês a ter marcado em 15 edições diferentes da Liga dos Campeões.


Para Van Gaal, Giggs é seu sucessor ideal no United (Foto: Lindsey Parnaby/ AFP)

O galês tem 945 jogos e mais de 150 gols com a camisa vermelha do Manchester United.