icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
10/03/2014
10:53

O técnico Gilson Kleina já avisou que o plano é contar com força máxima nesta quarta-feira, contra o Vilhena, pela Copa do Brasil. Depois de poupar cinco jogadores (Wendel, Juninho, Wesley, Valdivia e Alan Kardec) e não ter Lúcio, suspenso, na vitória sobre o Paulista, pelo Estadual, o comandante já pensa em eliminar o jogo da volta e ter semana cheia para treinos na fase decisiva do Campeonato Paulista.

- O planejamento foi para ir com a equipe que vinha jogando, com a volta daqueles que administramos. Será um jogo com dificuldade, mas vamos jogar na casa do adversário e faremos de tudo para buscar o resultado e, depois, ter uma semana cheia de treinos - analisou Kleina.

Nesta segunda-feira, o elenco se reapresenta para treino à tarde na Academia de Futebol, o último antes de seguir viagem, e a comissão deve fazer o teste com jogadores que estão voltando do departamento médico.

Wellington, recuperado de lesão na coxa esquerda, pode fazer parte da viagem, assim como Leandro, de volta de um profundo corte que sofreu na perna direita. A comissão técnica, porém, quer deixá-los em condição para o jogo contra a Ponte Preta.

Josimar e Diogo podem ter condições apenas na semana que vem, para o confronto contra o Santos, enquanto Marquinhos Gabriel está em recuperação física. Victorino, que não atua há quase um ano e meio, ainda não tem data para estrear.

Apesar destes problemas, Gilson Kleina tem como plano ir a Rondônia e eliminar o jogo da volta da Copa do Brasil - para isto, precisa vencer por ao menos dois gols de diferença. O plano do técnico é evitar que o retorno, marcado para o dia 10 de abril, no Pacaembu, aconteça, pois a data está entre as finais do Paulistão, marcadas para os dias 6 e 13 de abril.

- (Eliminar a volta) Representa uma semana cheia, com tudo correndo bem no planejamento, em uma fase de decisão, e isso representa muito. Sempre fazemos isto pensando em ganhar tempo de treino para partidas decisivas. Neste momento de mata-mata, não podemos errar, passamos a respirar isso contra o Vilhena, e virá só este tipo de competição. Nesta reta que precisamos crescer ainda mais - completou.