icons.title signature.placeholder Felipe Bolguese
24/06/2014
17:51

Zagueiro e capitão do Uruguai, Diego Lugano disparou contra o defensor da Itália, Giorgio Chiellini, na zona mista da Arena das Dunas. Ao ser questionado sobre a polêmica que envolveu a partida, Lugano chamou o rival de "cagueta" e saiu em defesa de Luis Suárez, seu companheiro de seleção.

O camisa 3 da Azzurra se envolveu em polêmica com Suárez nesta terça-feira, na vitória da Celeste por 1 a 0, que classificou os uruguaios às oitavas de final e eliminou os italianos da Copa do Mundo. No fim do segundo tempo, o camisa 9 mordeu Chiellini, que reclamou de sua não expulsão e desafiou a Fifa a puni-lo no restante do Mundial.

- Se Chiellini falou isso depois do jogo, acho que ele acabou com todos os códigos de vestiário. Nunca imaginei que um italiano desse nível pudesse ser tão caguete fora de campo . Chorar faz parte, mas desse jeito? Acho que seria mais de homem assimiliar a derrota, procurar o motivo da derrota deles. Pior é caguetar jogador só por raiva de ter perdido. Não teve mordida, não teve cicatriz, teve um lance de campo normal - afirmou o zagueiro, que não atuou por conta de uma lesão no joelho esquerdo.

Logo após o lance, o italiano chamou o árbitro mexicano Marco Rodríguez para mostrar o que seria a marca da mordida. Lugano afirma que essa cicatriz era antiga e que seria muita estupidez cair no jogo do rival.

- Você (jornalista) viu a mordida? Eu vi a televisão e não vi nada. Tem certeza de que você viu? Eu não vi nada... Tem certeza? Duas coisas: primeiro, a gente também viu a foto do Chiellini, essa cicatriz é velha. Tem de ser muito estúpido para acreditar que é de agora. Segundo: a Itália fez o jogo dela, provocou, como fizeram sempre - disse o capitão da Celeste.