icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
21/07/2014
17:02

A vitória sobre Pat Healy, no UFC Cerrone x Miller, na última quarta-feira, marcou mais um recorde na carreira de Gleison Tibau. Além de já ser o brasileiro com mais lutas no Ultimate - 22 ao todo -, o potiguar alcançou sua 14ª vitória entre os pesos leves da organização, tornando-se também o maior vencedor da categoria na história.

Aos 31 anos, Tibau não se vê longe do octógono por um longo período e sonha em bater mais um recorde: o de ser o lutador com mais confrontos na história do UFC. Para isso, faltam apenas seis lutas, e então o potiguar vai ultrapassar Tito Ortiz, que tem 27 aparições, mas não compete mais pelo Ultimate.

- Estou feliz por mais essa conquista na minha carreira, e quero muitas outras ainda. Quero lutar até meus 40 anos, e quero ser o cara com mais lutas na história do UFC. É uma alegria sem tamanho poder gravar cada vez mais meu nome na história do maior evento de MMA do mundo. Representar o município de Tibau, o Rio Grande do Norte, o Nordeste e o Brasil, é de uma felicidade que não consigo explicar - disse, através da sua assessoria de imprensa.

Mesmo recém-saído de um confronto de três rounds, Gleison Tibau não quer saber de descansar. Bem fisicamente e sem nenhuma lesão, o lutador se coloca à disposição do UFC para sua 23ª luta na organização para se aproximar do novo recorde.

- Quero lutar logo, não aguento ficar muito tempo longe do octógono. Já pedi ao meu empresário me colocar à disposição para outra luta, então espero que seja algo para o final de setembro ou início de outubro. Mas isso é decisão do UFC, também não penso em um adversário especial. Quem eles mandarem, encaro. Tirei o final de semana de descanso e já volto aos treinos leves nesta semana - contou.

Em seu cartel, Gleison Tibau soma 39 lutas, com 29 vitórias e apenas dez derrotas. No UFC, além dos 14 triunfos, Tibau foi derrotado em oito oportunidades