icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
13/11/2013
11:01

Fábio venceu a Copa do Brasil e a Copa João Havelagne em 2000 — pelo Cruzeiro e Vasco – mas, como titular, o jogador entraem campo, nesta quarta-feira, para erguer a sua primeira grande taça na carreira. Um dos maiores jogadores do Cruzeiro, em todos os tempos, precisa apenas torcer contra o Atlético-PR para ser o maior personagem (pelo menos na foto) na hora de levantar o troféu do Brasileirão.

Com mais de 500 jogos e titular do gol há nove anos, o goleiro azul só conseguiu acumular títulos, coletivamente falando, regionais (Mineiros de 2006, 2008, 2009, 2011), mas cravará seu nome na História do clube de maneira muito mais significativa. E falta pouco.

– Não tem ansiedade, não. Deus planeja perfeitamente todas as coisas, estou descansado, tranquilo, fizemos um belo jogo, não só eu mas toda a equipe. Temos um jogo pela frente, mas estamos focados em conseguir mais uma vitória, para concretizar a campanha.

Mesmo em um time que sobrou no ataque, Fábio voltou a chamar atenção, sendo um dos goleiros com maior reflexo no Brasil. Um fato a ser lamentado pela torcida é que dificilmente o camisa 1 será avaliado por Felipão antes da Copa do Mundo.


É Tri! Cruzeiro vence Vitória e é campeão brasileiro