icons.title signature.placeholder Eduardo Moura
icons.title signature.placeholder Eduardo Moura
15/07/2013
18:53

O Internacional segue em negociações com dois atacantes. Após ter sua proposta negada pelo Al-Rayyan por Nilmar, o clube gaúcho reenviou uma nova oferta para o time do Qatar e ainda tenta a contratação do atacante. No entanto, após tratar de valores com a atual equipe do jogador, ainda classifica o negócio como difícil. O Colorado chegou aos seus valores máximos com o documento enviado nesta segunda-feira, com cifras próximas dos seis milhões de euros, algo em torno de R$ 18 milhões.

- Nós chegamos ao nosso valor máximo. Estamos fazendo um esforço para ter o jogador, o presidente novamente fez uma oferta. Recebemos a sinalização de que o clube não aceitou os valores iniciais. Tem algo que nos preocupa, que é as declarações do agente de que ele está feliz lá. O clube claramente não quer se desfazer do jogador, e fica mais difícil negociar quando o jogador tem uma neutralidade na negociação - disse o diretor de futebol Luís Cesar Souto de Moura ao LANCE!Net.

A reunião marcada para esta terça-feira, em Belo Horizonte, segue. O encontro terá o empresário Orlando da Hora e o diretor de futebol Marcelo de Medeiros. Mas quem trata com o time do Qatar é o presidente Giovanni Luigi, que fez nesta segunda uma nova oferta, após os valores negados de cerca de 4,5 milhões de euros. Em conversa com o L!Net, Orlando da Hora afirmou que a parte entre atleta e Inter não seria difícil de ser acertada, pelo longo histórico que o atacante tem no clube gaúcho.

A resposta por Nilmar é esperada para quarta-feira. O prazo máximo é a sexta, já que a janela de transferências se encerra no dia 20, sábado. O clube tenta fechar com um atacante para a sequência da temporada, já que há a possibilidade de Leandro Damião ser negociado - a imprensa italiana diz que o Napoli fará uma proposta de 22 milhões de euros pelo camisa 9 colorado.

O Internacional segue em negociações com dois atacantes. Após ter sua proposta negada pelo Al-Rayyan por Nilmar, o clube gaúcho reenviou uma nova oferta para o time do Qatar e ainda tenta a contratação do atacante. No entanto, após tratar de valores com a atual equipe do jogador, ainda classifica o negócio como difícil. O Colorado chegou aos seus valores máximos com o documento enviado nesta segunda-feira, com cifras próximas dos seis milhões de euros, algo em torno de R$ 18 milhões.

- Nós chegamos ao nosso valor máximo. Estamos fazendo um esforço para ter o jogador, o presidente novamente fez uma oferta. Recebemos a sinalização de que o clube não aceitou os valores iniciais. Tem algo que nos preocupa, que é as declarações do agente de que ele está feliz lá. O clube claramente não quer se desfazer do jogador, e fica mais difícil negociar quando o jogador tem uma neutralidade na negociação - disse o diretor de futebol Luís Cesar Souto de Moura ao LANCE!Net.

A reunião marcada para esta terça-feira, em Belo Horizonte, segue. O encontro terá o empresário Orlando da Hora e o diretor de futebol Marcelo de Medeiros. Mas quem trata com o time do Qatar é o presidente Giovanni Luigi, que fez nesta segunda uma nova oferta, após os valores negados de cerca de 4,5 milhões de euros. Em conversa com o L!Net, Orlando da Hora afirmou que a parte entre atleta e Inter não seria difícil de ser acertada, pelo longo histórico que o atacante tem no clube gaúcho.

A resposta por Nilmar é esperada para quarta-feira. O prazo máximo é a sexta, já que a janela de transferências se encerra no dia 20, sábado. O clube tenta fechar com um atacante para a sequência da temporada, já que há a possibilidade de Leandro Damião ser negociado - a imprensa italiana diz que o Napoli fará uma proposta de 22 milhões de euros pelo camisa 9 colorado.