icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
22/12/2013
15:26

Dos jogadores do Atlético-MG no Mundial, Marcos Rocha voltará para casa tendo protagonizado, ao lado de R10, a cena mais feia da competição. Mas superado o problema de ter xingado Cuca ao ser substituído na semifinal, o camisa 2 pensará no futuro, e pode ser bem longe do futebol brasileiro. Ele pretende concretizar o sonho de jogar na Europa.

- Meu pensamento é jogar na Europa, acho que como todos os jogadores - afirmou o lateral alvinegro, que, no entanto, espera ter um aval do presidente do Galo, Kalil, junto com Paulo Autuori, o novo comandante:

- Agora é esperar a decisão do presidente junto com o Paulo Autuori, ver como vai ser montado novamente o elenco do Atlético para disputar, para ser campeão. Vamos ver o que acontecerá, se vier algo bom é sentar com o presidente e decidir o melhor possível.

Rocha saiu por baixo na competição do Marrocos, mas destacou que viveu um ano muito bom pelo Atlético-MG. Se 2013 foi mesmo sua última temporada na Cidade do Galo, o balanço final é, sem dúvida, positivo.

-  As pessoas que trabalham comigo sabem o meu desejo (Europa). São dois anos maravilhosos com o Atlético, onde eu coloquei meu nome na história. Cheguei com dúvidas por parte da torcida e de algumas pessoas que trabalham no Atlético-MG. Eu dei a volta por cima. Consegui resultados expressivos, desempenhar um bom futebol, chegar à Seleção Brasileira - disse o jogador, que também pensa no lado do Alvinegro nesta questão:

- Tem que ser algo que venha a favorecer o clube e ser bom para mim. Ainda não pintou nenhuma proposta. A janela abre agora em janeiro.