icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/11/2014
17:35

Mais um jogador da seleção sul-africana sofreu um assalto à mão armada. Quase uma semana após o assassinato do goleiro Meyiwa, o meia Vilakazi teve a casa roubada enquanto dormia, no último sábado.

O caso veio à tona apenas na terça-feira, quando Vilakazi revelou que os assaltantes invadiram a casa e perguntaram por ele. No entanto, os pais do jogador não disseram que o filho estava num dos compartimentos localizados do lado de fora da casa.

- Meu pai, minha mãe e meu irmão mais novo foram feitos reféns pelos criminosos. Eles levaram dinheiro, a TV, o som, alianças dos meus pais e algumas roupas minhas - afirmou o meia, morador de Soweto, complexo urbano da capital do país, Joanesburgo.

Vilakazi foi companheiro de seleção de Meyiwa. Recentemente, ele foi convocado para defender os Bafana-Bafanas, neste mês, contra Sudão e Nigéria, em duelos válidos pelas Eliminatórias da Copa Africana de Nações.