icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
22/07/2013
17:09


A reabertura do Maracanã para os clubes não poderia ter sido melhor para o atacante André. O jogador, que marcou o segundo gol do Vasco na vitória deste domingo, contra o Fluminense, frisou a importância de ter feito seu primeiro gol no mítico estádio e lembrou que, no mês passado, estava na arquibancada, torcendo pela Seleção de Neymar, seu amigo.

- Fui lá para prestigiar meus amigos que estavam na Seleção Brasileira. Ontem (domingo) foi marcante para mim por estar jogando, mas o mais importante foi que a gente ganhou. Meu primeiro gol no Maracanã vai ficar guardado para mim e foi especial porque foi num clássico - destacou o camisa nove.

LEIA TAMBÉM:
- Fagner é apresentado e espera reestrear logo: 'Estou à disposição'
Wendel, sobre Juninho: 'Disse para deixarmos a pressão para ele'

André não pôde deixar de "agradecer" ao passe de Juninho Pernambucano. O goleador revelou que o Reizinho sempre foi seu ídolo.

- O Juninho é um ídolo da torcida e da gente também. Representa muita coisa. Particularmente, sou fã dele. Vê-lo jogar é uma coisa, mas hoje, ele está com a gente. Ajuda muito a gente, tem muita qualidade, e precisávamos de um cara assim que a torcida tivesse confiança. A chegada dele era algo que precisávamos muito - garantiu.

O centroavante, assim como Pedro Ken, destacou uma evolução tática na equipe cruz-maltina, em relação às partidas anteriores.

- Nos últimos jogos demos muitos chutões, nesse botamos mais a bola no chão, tocamos mais, lógico que o Fluminense, com um a menos, ajudou, mas criamos mais oportunidades de gol. Acho que o Dorival está dando uma cara para o time - analisou.


A reabertura do Maracanã para os clubes não poderia ter sido melhor para o atacante André. O jogador, que marcou o segundo gol do Vasco na vitória deste domingo, contra o Fluminense, frisou a importância de ter feito seu primeiro gol no mítico estádio e lembrou que, no mês passado, estava na arquibancada, torcendo pela Seleção de Neymar, seu amigo.

- Fui lá para prestigiar meus amigos que estavam na Seleção Brasileira. Ontem (domingo) foi marcante para mim por estar jogando, mas o mais importante foi que a gente ganhou. Meu primeiro gol no Maracanã vai ficar guardado para mim e foi especial porque foi num clássico - destacou o camisa nove.

LEIA TAMBÉM:
- Fagner é apresentado e espera reestrear logo: 'Estou à disposição'
Wendel, sobre Juninho: 'Disse para deixarmos a pressão para ele'

André não pôde deixar de "agradecer" ao passe de Juninho Pernambucano. O goleador revelou que o Reizinho sempre foi seu ídolo.

- O Juninho é um ídolo da torcida e da gente também. Representa muita coisa. Particularmente, sou fã dele. Vê-lo jogar é uma coisa, mas hoje, ele está com a gente. Ajuda muito a gente, tem muita qualidade, e precisávamos de um cara assim que a torcida tivesse confiança. A chegada dele era algo que precisávamos muito - garantiu.

O centroavante, assim como Pedro Ken, destacou uma evolução tática na equipe cruz-maltina, em relação às partidas anteriores.

- Nos últimos jogos demos muitos chutões, nesse botamos mais a bola no chão, tocamos mais, lógico que o Fluminense, com um a menos, ajudou, mas criamos mais oportunidades de gol. Acho que o Dorival está dando uma cara para o time - analisou.