icons.title signature.placeholder Pedro Barboza
20/03/2014
10:34

O imbróglio entre Luiz Antonio e o Flamengo, enfim, chegou ao fim na manhã desta quinta-feira. Isso porque em uma audiência extraordinária, a pedido do jogador, no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), no Centro do Rio de Janeiro, o volante manifestou a vontade em desistir da ação que tinha contra o clube no fim do ano passado, na qual cobrava vencimentos atrasados.

- Foi feito um acordo na manhã desta quinta entre as partes envolvidas no caso. Com isso, o Luiz Antonio aceitou retirar o processo contra o Flamengo - afirmou, brevemente, o vice jurídico Flávio Willeman.

Reintegrado ao time do Flamengo apenas no início de março, o jogador só se reapresentou ao clube após se desligar do então empresário Francisco Dambrós. Com isso, os pais do volante pediram-no para voltar a treinar e retirar a ação contra o Rubro-Negro.

Luiz Antonio só voltou a vestir a camisa do Flamengo no último domingo, na partida contra o Bangu, pelo Campeonato Carioca. Porém, o volante só foi confirmado para a partida no noite de sexta-feira, após um grande jogo de empurra entre comissão técnica e diretoria. Assim que entrou em campo, o ex-camisa 15 foi aplaudido por uns e também foi bastante vaiado. No primeiro lance em campo, criou a jogada para um dos gols do Flamengo na partida.

Na coletiva de imprensa dois dias antes do jogo, Jayme alegou que não poderia escalar o jogador a pedido da diretoria. Já a posição oficial do clube era de que nenhuma pendência cercava o jogador.

Luiz Antonio acionou o clube na Justiça cobrando vencimentos atrasados, como luvas referentes aos anos de 2009 e 2011, férias e bônus, entre outros, além do desligamento do Rubro-Negro. A ação gira em torno de R$ 10 milhões (quantia gerada devido à multa compensatória, de cerca de R$ 8 milhões - valor que significa 400 vezes o último salário do atleta, que recebe cerca de R$ 20 mil). Neste período, o jogador só teve pedidos negados pela Justiça.