icons.title signature.placeholder Walace Borges
25/11/2014
11:38

Não é novidade que o Flamengo tenta um atacante de ponta. Desde a saída de Vagner Love, no início de 2013, a torcida rubro-negra tem visto com a camisa 9 muitas apostas que, verdade seja dita, têm dado certo. No entanto, para 2015 a diretoria parece ter a intenção de mudar essa perspectiva. Isso porque no fim do mês passado o diretor de futebol, Felipe Ximenes, e o vice da pasta, Alexandre Wrobel, estiveram na Argentina e iniciaram contato com os empresários do atacante Lucas Pratto, do Vélez Sarsfield (ARG).

Com 26 anos, Pratto é um dos maiores destaques do Vélez Sarfield desde 2012, quando chegou ao clube após rodar por vários lugares tanto na Argentina como na Europa. Desta maneira, a diretoria rubro-negra ouviu que para contratar o jogador terá que desembolsar uma quantia de compra como fez com Héctor Canteros. Na ocasião, o Fla pagou algo em torno de 2 milhões de dólares (R$ 6 milhões) por um dos jogadores mais valorizados do continente. Um empréstimo do atacante foi prontamente descartado.

ENQUETE:
> Lucas Pratto é um bom nome para reforçar o Flamengo em 2015?

Procurado pela reportagem do LANCE!Net, o empresário do jogador, Gustavo Goñi, relevou o interesse do jogador em atuar no Brasil após ver inúmeros jogadores darem certo neste cenário - no início do ano o Palmeiras contratou o zagueiro Fernando Tobio, amigo pessoal de Pratto. O Flamengo também não negou que existam conversas sobre a contratação do atacante. Vale lembrar, no entanto, que o Vélez Sarsfield chegou a pedir R$ 10 milhões ao Verdão para vender Lucas Pratto, valor considerado alto para o time carioca. Valores exatos da negociação ainda não foram discutidos entre Goñi e a diretoria rubro-negra.

Vale lembrar que desde a saída de Hernane, o Flamengo sofreu muito com os atacantes. Isso porque Alecsandro, titular absoluto da equipe, teve quatro fraturas na região do olho direito e só volta a jogar no ano que vem. Em seu lugar, Eduardo da Silva iniciou bem, mas conviveu com muitas lesões no fim do ano. Terceira opção do elenco, Elton ainda não conseguiu mostrar porque foi contratado e abriu uma certa dúvida na cabeça da diretoria. Desta maneira, a necessidade de mais um atacante é discutida diariamente em reuniões da cúpula de futebol.