icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
23/03/2014
19:45

Romarinho fez, pela primeira vez na carreira profissional, três gols em uma mesma partida. Com o feito na vitória por 3 a 0 sobre o Atlético Sorocaba, neste domingo, no Pacaembu, pelo Campeonato Paulista, ele chegou a oito gols na temporada e voltou a ser o principal artilheiro do Corinthians. Questionado se arrepende-se de ter acusado o São Paulo de ter entregado a partida para o Ituano, o atacante ainda manteve sua postura e desconversou.

O jovem Luciano, de 20 anos de idade, com seis gols em sete partidas, havia conquistado o posto de artilheiro ao fazer os dois gols da vitória por 2 a 0 sobre o Bahia de Feira, pela Copa do Brasil, na última quarta-feira.

– Ele joga muito! A gente não está nessa disputa, mas fico feliz por ser o artilheiro. Agora é só manter e continuar bem, falta muito nesse ano ainda – disse Romarinho, da tarde deste domingo.

No ano passado, o camisa 31 marcou apenas seis gols em 69 partidas. Agora, ele tem mais gols do que todos os atacantes do elenco juntos (Guerrero tem um, enquanto Sheik e Paulo Victor não fizeram nenhum em 2014). Apesar da boa fase pessoal, ele lamenta a eliminação precoce no Paulistão.

Após o empate por 0 a 0 com o Penapolense, na rodada anterior, e a vitória do Ituano por 1 a 0 sobre o São Paulo, Romarinho chegou a dizer que "era evidente que o rival tinha entregado o jogo". Neste domingo, ele disse que não se arrepende da fala.

– Não me arrependo, falei o que estava na minha cabeça. Não me arrependo de nada. Na maioria das vezes falo besteira, mas vem da minha cabeça, não volto atrás – afirmou.