icons.title signature.placeholder Craque do Futuro
icons.title signature.placeholder Craque do Futuro
15/07/2013
09:18

A goleada sofrida no último sábado pela Portuguesa no clássico contra Santos, por 4 a 1, na Vila Belmiro, aind não foi digerida pela torcida rubro-verde. Na madrugada de domingo, um grupo de torcedores pichou umas das arquibancadas do estádio do Canindé, deixando uma mensagem dirigida para o presidente do clube, Manuel da Lupa.

O principal alvo do protesto foi o presidente da Lusa, mas o técnico Edson Pimenta também foi citado pelos torcedores. Frases como "Fora da Lupa. Você está acabando com o nosso clube", podiam ser vistas na parte interna do clube após o resultado adverso contra o Peixe.

Uma manifestação semelhante já havia acontecido neste ano, após a goleada sofrida no dia 14 de abril, por 7 a 0, pela disputa da Série A2 do Campeoanato Paulista, quando os muros do estádio foram pichados.

A derrota para o Santos neste fim de semana acabou com o restrospecto de 13 anos sem derrota do rubro-verde contra o time da Vila Belmiro em Brasileiros. O último resultado negativo aconteceu em 2000.

A Lusa volta a campo para a disputa do Brasileirão contra o Goiás, às 18h30 do próximo domingo, no Serra Dourada.


E MAIS:

> Neilton faz dois, Santos goleia a Lusa e alcança terceira vitória consecutiva

> Portuguesa anuncia mais dois reforços para a sequência do Brasileiro

> Técnico da Lusa diz que negócio com Palmeiras está mexendo com lateral

A goleada sofrida no último sábado pela Portuguesa no clássico contra Santos, por 4 a 1, na Vila Belmiro, aind não foi digerida pela torcida rubro-verde. Na madrugada de domingo, um grupo de torcedores pichou umas das arquibancadas do estádio do Canindé, deixando uma mensagem dirigida para o presidente do clube, Manuel da Lupa.

O principal alvo do protesto foi o presidente da Lusa, mas o técnico Edson Pimenta também foi citado pelos torcedores. Frases como "Fora da Lupa. Você está acabando com o nosso clube", podiam ser vistas na parte interna do clube após o resultado adverso contra o Peixe.

Uma manifestação semelhante já havia acontecido neste ano, após a goleada sofrida no dia 14 de abril, por 7 a 0, pela disputa da Série A2 do Campeoanato Paulista, quando os muros do estádio foram pichados.

A derrota para o Santos neste fim de semana acabou com o restrospecto de 13 anos sem derrota do rubro-verde contra o time da Vila Belmiro em Brasileiros. O último resultado negativo aconteceu em 2000.

A Lusa volta a campo para a disputa do Brasileirão contra o Goiás, às 18h30 do próximo domingo, no Serra Dourada.


E MAIS:

> Neilton faz dois, Santos goleia a Lusa e alcança terceira vitória consecutiva

> Portuguesa anuncia mais dois reforços para a sequência do Brasileiro

> Técnico da Lusa diz que negócio com Palmeiras está mexendo com lateral