icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
03/07/2014
10:01

O técnico Fabio Capello terá que passar por uma situação desagradável após ser incapaz de impedir a eliminação da seleção da Rússia ainda na primeira fase da Copa do Mundo. De acordo com a imprensa inglesa, o italiano terá que se explicar ao parlamento russo, que paga o seu salário de sete milhões de libras anuais (R$ 26,8 milhões).

Na Rússia, a expectativa pela passagem de fase era grande. Desde que deixou de se chamar União Soviética, os russos ainda não passaram para a fase de mata-mata do Mundial. O grupo teoricamente fácil, com Bélgica, Argélia e Coreia do Sul aumentou a decepção pelo fracasso.

Antes da Copa, Capello havia renovado seu contrato com a federação russa até o Mundial de 2018, que será disputado na própria Rússia. O italiano será obrigado a explicar também como pretende melhorar o futebol apresentado pelos russos até a próxima Copa.