icons.title signature.placeholder Marcio Porto
30/11/2014
16:05

Ao anunciar a renovação de contrato para jogar pelo menos mais seis meses pelo São Paulo, Rogério Ceni aumentou ainda mais seu prestígio no imaginário do torcedor são-paulino. Neste domingo, no primeiro jogo após o 'fico' do capitão, contra o Figueirense, os fãs prestaram várias homenagens ao maior ídolo da história do clube. Uma verdadeira ode a Rogério Ceni.

A idolatria ao Mito foi visível já na chegada ao Morumbi. Os são-paulinos fizeram um grande corredor no local onde os jogadores entrarão no estádio e montaram um verdadeiro santuário para Ceni. Quatro grandes bandeiras novas foram confeccionadas por torcedores organizados em homenagem ao goleiro, com imagens e estilos diferentes, exibindo bom gosto e criatividade.

Uma delas, a mais chamativa e com detalhes mais minuciosos, mostra Ceni marcando o centésimo gol da carreira sobre o Corinthians, na Arena Barueri, em 2011. Há a imagem do momento em que o arqueiro cobra a falta e a da comemoração, quando tira a camisa amarela para exibir uma toda preta em festa.

Além do material, os torcedores estrearam uma nova música em homenagem ao seu ídolo: "Todos têm goleiro, só nós temos Rogério, goleiro matador!", cantaram.

A festa pela permanência de Ceni ofusca um pouco a despedida de Kaká do Morumbi antes de se transferir para os Estados Unidos. Além do Figueirense, neste domingo, o Tricolor tem mais um jogo este ano, contra o Sport, domingo que vem, na Arena Pernambuco. Se vencer o Figueira, a equipe garante vaga direta na fase de grupos da Copa Libertadores.