icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/07/2013
18:33

As especulações acerca da saída do lateral-esquerdo Carlinhos do Fluminense para o Galatasaray, da Tuquia, foram sacramentadas nesta sexta-feira pelo diretor executivo do clube, Rodrigo Caetano. Após os turcos não atingirem o valor desejado pelo Tricolor, o dirigente garantiu que o camisa 6 segue nas Laranjeiras.

- Não, isso (a saída de Carlinhos) está descartado. Os interessados não mantiveram os contatos e, por enquanto, está descartada - declarou.

Na última semana, o Galatasaray, que havia acenado inicialmente pagar cerca de R$ 16 milhões por Carlinhos, ofereceu cerca de R$ 12 milhões pelo jogador com mais uma parcela de R$ 3 milhões após um ano, oferta prontamente negada pelo Fluminense, que só o negociaria com uma proposta de pelo menos R$ 15 milhões à vista. Assim, a negociação esfriou e os turcos não fizeram uma nova contraproposta.

E MAIS:
> Baixa oferta do Galatasaray esfria negociação com lateral Carlinhos
> Galatasaray pode tirar lateral-esquerdo Carlinhos do Fluminense

Sobre a saída de outros jogadores e a necessidade de contratar peças de reposição, o dirigente foi enfático e garantiu que, por agora, o Fluminense não está focado em reforçar o elenco e sim em manter todos com o pagamento em dia, já que o clube passa por problemas financeiros.

- De momento, não buscamos reforços. Se não fosse nosso patrocinador, nem o caso do Jean teríamos. Primeiro temos que honrar com os profissionais que aqui estão, para depois pensar no futuro. Não podemos abrir mão do compromisso com esses vencedores que estão aqui. E é isso que estamos fazendo - disse.

Até agora, já deixaram o Fluminense o goleiro Ricardo Berna e o atacante Wellington Nem. O apoiador Thiago Neves está próximo de acertar com Al Hilal (SAU), mas um desacordo na forma do pagamento pode melar a negociação.

As especulações acerca da saída do lateral-esquerdo Carlinhos do Fluminense para o Galatasaray, da Tuquia, foram sacramentadas nesta sexta-feira pelo diretor executivo do clube, Rodrigo Caetano. Após os turcos não atingirem o valor desejado pelo Tricolor, o dirigente garantiu que o camisa 6 segue nas Laranjeiras.

- Não, isso (a saída de Carlinhos) está descartado. Os interessados não mantiveram os contatos e, por enquanto, está descartada - declarou.

Na última semana, o Galatasaray, que havia acenado inicialmente pagar cerca de R$ 16 milhões por Carlinhos, ofereceu cerca de R$ 12 milhões pelo jogador com mais uma parcela de R$ 3 milhões após um ano, oferta prontamente negada pelo Fluminense, que só o negociaria com uma proposta de pelo menos R$ 15 milhões à vista. Assim, a negociação esfriou e os turcos não fizeram uma nova contraproposta.

E MAIS:
> Baixa oferta do Galatasaray esfria negociação com lateral Carlinhos
> Galatasaray pode tirar lateral-esquerdo Carlinhos do Fluminense

Sobre a saída de outros jogadores e a necessidade de contratar peças de reposição, o dirigente foi enfático e garantiu que, por agora, o Fluminense não está focado em reforçar o elenco e sim em manter todos com o pagamento em dia, já que o clube passa por problemas financeiros.

- De momento, não buscamos reforços. Se não fosse nosso patrocinador, nem o caso do Jean teríamos. Primeiro temos que honrar com os profissionais que aqui estão, para depois pensar no futuro. Não podemos abrir mão do compromisso com esses vencedores que estão aqui. E é isso que estamos fazendo - disse.

Até agora, já deixaram o Fluminense o goleiro Ricardo Berna e o atacante Wellington Nem. O apoiador Thiago Neves está próximo de acertar com Al Hilal (SAU), mas um desacordo na forma do pagamento pode melar a negociação.