icons.title signature.placeholder David Nascimento, Pedro Barboza, Pedro Leanza e Walace Borges
19/06/2014
07:08

Após decidir destinar o empréstimo de R$ 9 milhões feito junto ao Complexo Maracanã Entretenimento S.A. para o pagamento de salários – anteriormente, a ideia era investir na contratação de reforços -, o Flamengo resolveu buscar outros R$ 8,5 milhões emprestados, desta vez com o Banco BMG. Este valor, porém, será destinado às prometidas contratações antes do retorno do Campeonato Brasileiro.

O Conselho Fiscal do Flamengo votará este pedido feito ao Banco BMG na próxima terça-feira. Com estes R$ 8,5 milhões, o Rubro-Negro chegará ao limite dos valores "pré-aprovados" pelo clube para empréstimos na projeção de orçamento realizada nesta temporada, que totaliza R$ 35,5 milhões. Depois de analisada pelos conselheiros fiscais, a pauta ainda deverá ser aprovada pelo Conselho de Administração da Gávea. Os juros deste empréstimo com o banco estão cotados em 1,6% ao mês, em um parcelamento de dois anos.

A diretoria tem pressa para resolver esta questão e melhorar a qualidade do elenco. O diretor executivo de futebol Felipe Ximenes segue trabalhando intensamente em busca de opções para o técnico Ney Franco. Em razão disso, ontem, o dirigente não apareceu nos dois períodos de treinamentos em Atibaia, ao contrário do primeiro dia de atividade na cidade do interior de São Paulo.

Vale lembrar que o Flamengo já contratou dez jogadores nesta temporada: três para a defesa (lateral-direito Léo e zagueiros Frickson Erazo e Marcelo), cinco para o meio de campo (volantes Márcio Araújo e Feijão – este último já devolvido ao Bahia – e os apoiadores Everton, Elano e Lucas Mugni) e apenas dois para o ataque (Alecsandro e Arthur).

De todos os nomes, pode-se dizer que poucos caíram na graças dos torcedores, a exemplo do atacante Alecsandro e do meia Lucas Mugni. Agora, a torcida rubro-negra espera que estes R$ 8,5 milhões sejam bem investidos pelos dirigentes na sequência do ano.