icons.title signature.placeholder Eduardo Moura
20/03/2014
16:20

Após o empate em Rosário, nesta quarta, o Grêmio desembarcou em Porto Alegre no meio da tarde desta quinta-feira. A delegação gremista retornou em um "clima de vitória" com o ponto conquistado fora de casa e foi recepcionada com uma salva de palmas por torcedores que estavam no saguão do Aeroporto Internacional Salgado Filho.

A manifestação não foi geral e aconteceu quando Ramiro, Luan, Everton e outros atletas saíam do portão de desembarque. Rhodolfo e Barcos, por exemplo, já haviam passado e davam entrevistas. O mesmo valia para Wendell. Os torcedores presentes - cerca de 20 - aplaudiram os atletas pelo ponto conquistado na Argentina. Rhodolfo foi dos mais assediados, após marcar o gol.

- É reconhecimento do nosso trabalho. O grupo vem se dedicando e vem buscando representar a camisa do Grêmio da melhor forma possível. O torcedor reconhece isso. Ficamos felizes por sempre sermos apoiados pelo 12° jogador - comentou o volante Ramiro.

Outro muito assediado no momento de cruzar o saguão rumo ao ônibus foi o goleiro Marcelo Grohe. O camisa 1 foi saudado pelas defesas difíceis feitas no Marcelo Bielsa. Mesmo que tenha falhado no gol, conforme alguns torcedores comentavam próximo ao local que Grohe dava entrevistas.

Com o empate, o Grêmio chegou aos 8 pontos no Grupo 6 e se manteve invicto e na liderança. O próximo confronto é no dia 2 de abril, contra o Atlético Nacional, em Medellín.Os tricolores, antes, jogam as quartas de final do Gauchão, neste domingo, contra o Juventude.