icons.title signature.placeholder Pedro Barboza
21/04/2014
14:11

Após o empate em 0 a 0 diante do Goiás, na estreia do Flamengo no Campeonato Brasileiro, o Rubro-Negro desembarcou na manhã desta segunda-feira no Aeroporto Santos Dumont. Com apenas um ponto na bagagem "jogando em casa", os jogadores rubro-negros creditam o resultado na boa atuação do goleiro Renan e já visam ao confronto contra o Corinthians, em busca dos pontos perdidos no início da competição.

Para Alecsandro, artilheiro rubro-negro na temporada com 12 gols, cada partida do Brasileirão é muito complicada, e encara o duelo diante do Timão como uma final de campeonato.

- O Goiás teve uma proposta de não jogar, saía só nos contra-ataques. Mas como sempre falei, o Brasileiro é o um dos campeonatos mais difíceis do mundo, pois todo jogo é um clássico e tem de ser encarado assim. Contra o Goiás foi complicado, eles marcaram bastante. Contra o Corinthians, sabemos da necessidade do jogo e vamos encarar como uma final - disse Alecgol.

Para o goleiro Felipe, a equipe teve um rendimento muito abaixo do esperado e, mesmo com muito campeonato pela frente, o arqueiro acredita que a vitória é essencial ainda mais após um "tropeço".

- Jogamos muito abaixo do que poderíamos, ainda mais por uma estreia, mas temos que dar mérito ao goleiro deles, que realizou grandes defesas. Criamos algumas oportunidades no primeiro tempo. Mas temos a semana inteira para treinar e domingo podermos vencer. Ainda faltam 37 jogos pela frente. É claro que o torcedor quer vitória, muita coisa pode acontecer, mas quando se empata o primeiro, é preciso vencer o próximo - disse o camisa 1.

O próximo desafio do Flamengo é diante do Corinthians, no próximo domingo, no Pacaembu. Até lá, o técnico Jayme de Almeida terá a semana cheia para treinar os erros cometidos na primeira rodada. Com um ponto, o Rubro-Negro é o nono colocado ao lado do Timão.

Presente de grego!? Felipe quer homenagear Mano com vitória