icons.title signature.placeholder Caio Carrieri
icons.title signature.placeholder Caio Carrieri
19/07/2013
15:43

O Palmeiras segue negociando jovens jogadores para enxugar o seu elenco, que atualmente está inchado e conta com 43 nomes. Depois de o Alviverde emprestar o atacante Emerson (22 anos) e o volante João Denoni (19) para o Oeste, o Rubrão agora analisa a possibilidade de contar com o zagueiro Luiz Gustavo (19) ou o meia Diego Souza (20).

O defensor pinta como favorito, já que o clube do interior colheu relatos de que o meio-campista comete alguns exageros extracampo. O atleta rechaça esta versão e diz que esta informação obtida pelo Oeste é infundada.

Não existe a possibilidade de o Oeste contratar a dupla de uma vez só. Como já está com Emerson e João Denoni, a equipe só pode ter mais um atleta emprestado de um adversário da mesma divisão.

A intenção do Verdão é se desfazer momentaneamente dos garotos para, no futuro, reaproveitá-los com mais experiência. Além disso, também servirá para diminuir a quantidade de jogadores no grupo. O excesso de atletas tem prejudicado a rotina na Academia de Futebol, como dificuldade para os armários do vestiário comportarem todos os palmeirenses, além da acirrada disputa para estacionar o carro.

O Palmeiras segue negociando jovens jogadores para enxugar o seu elenco, que atualmente está inchado e conta com 43 nomes. Depois de o Alviverde emprestar o atacante Emerson (22 anos) e o volante João Denoni (19) para o Oeste, o Rubrão agora analisa a possibilidade de contar com o zagueiro Luiz Gustavo (19) ou o meia Diego Souza (20).

O defensor pinta como favorito, já que o clube do interior colheu relatos de que o meio-campista comete alguns exageros extracampo. O atleta rechaça esta versão e diz que esta informação obtida pelo Oeste é infundada.

Não existe a possibilidade de o Oeste contratar a dupla de uma vez só. Como já está com Emerson e João Denoni, a equipe só pode ter mais um atleta emprestado de um adversário da mesma divisão.

A intenção do Verdão é se desfazer momentaneamente dos garotos para, no futuro, reaproveitá-los com mais experiência. Além disso, também servirá para diminuir a quantidade de jogadores no grupo. O excesso de atletas tem prejudicado a rotina na Academia de Futebol, como dificuldade para os armários do vestiário comportarem todos os palmeirenses, além da acirrada disputa para estacionar o carro.