icons.title signature.placeholder Alexandre Braz
11/03/2014
07:51

Eliminado do Campeonato Carioca, o Botafogo volta, definitivamente, agora todas as atenções para a Libertadores. Nesta quarta, o time entra em campo pela competição, de novo no Equador, onde já foi derrotado neste ano, pelo Deportivo Quito, por 1 a 0. Por isso, fica a pergunta: será que a equipe aprendeu lições com a eliminação no Estadual e o resultado negativo na altitude de Quito?

Para o técnico Eduardo Hungaro, o Glorioso tirou importantes ensinamentos com os reveses.

– Desenvolvemos uma ideia muito sedimentada desde o primeiro jogo. As lições nas derrotas são mais abrangentes e efetivas, porém temos de apontar na direção da Libertadores. Tirar lições para o ano, saber conviver de forma madura para não ter interferência, saber separar, como fizemos contra o Deportivo Quito, no excelente jogo com o San Lorenzo e ao buscar o empate no Chile. A nossa expectativa é fazer uma excelente partida nesta quarta-feira – disse o comandante alvinegro, referindo-se ao confronto contra o Independiente del Valle (EQU), às 19h45 (horário de Brasília), no Estádio Rumiñahui.

E MAIS
> Venda de ingressos para Botafogo x Independiente del Valle começa nesta terça
> Botafogo paga direitos de imagem de janeiro aos jogadores
> Com fé, torcida do Botafogo embarca para o Equador

L!TV:
> Flamengo vence o Botafogo e conquista a Taça Guanabara

Com o planejamento voltado para vencer competição continental, o treinador diz que dar prioridade não significa ser campeão.

– Quando se monta o planejamento, ninguém está dizendo que (o time) vai ganhar a Libertadores, mas sim para ser mais forte na competição. Queremos muito ganhar, passar da fase de grupos e ir para o mata-mata. O Botafogo é forte e vai disputar de forma extremamente competitiva, mas não se pode dizer que vai ganhar. O planejamento é uma coisa, outra é o resultado. Não dá para ter certeza que (o time) vai ser campeão, depende da capacidade.

Após não conseguir vencer as duas partidas fora de casa na Libertadores, o jogo desta quarta-feira pode ser um bom teste para o time mostrar que errando é que se aprende.

Pés no chão! Hungaro sonha com Libertadores mas prega cautela