icons.title signature.placeholder Lucas Pedrosa
02/02/2015
21:10

Um drama marcou o fim do ano passado para Alecsandro. Em outubro de 2014, o atacante bateu a testa na cabeça de um zagueiro do América-RN, em jogo válido pelas quartas de final da Copa do Brasil, e sofreu um afundamento na testa (fratura cominutiva de frontal), lesão que ameaçou sua carreira como jogador de futebol. Apesar do susto, Alecsandro fez toda a pré-temporada com o Rubro-Negro, e na sua volta oficial aos gramados, salvou o Flamengo da derrota para o Macaé. Em coletiva realizada nesta tarde de segunda-feira, o atacante discorreu sobre a dificuldade que passou durante o período lesionado.

- No futebol, a gente planeja as coisas de uma maneira, e o futebol nos leva por um caminho diferente. Eu procurei um fim de 2014 com mais gols, mas acabei me lesionando. Eu não esperava ter saído da competição, com trauma de cabeça, com uma situação adversa, complicada na minha carreira, e foi superada. Começar 2015 em uma outra situação, não ter começado jogando, mas ter a felicidade de fazer o gol, o gol de cabeça ainda, e depois acabar indo pro gol no final. Então acho que foi um começo positivo, espero que 2015 seja um ano bom para mim - analisou o atacante.

VOLTA COM GOL
Questionado até por seu filho, Yan, de nove anos, sobre seu futuro nos gramados, Alecsandro provou a todos no último sábado, quando fez o gol e igualou a partida contra o Macaé, justamente de cabeça, que ele estava de volta. De quebra, o atacante rubro-negro ainda atuou no gol, e foi o herói do empate em 1 a 1, na estreia do Flamengo no Campeonato Carioca. O atacante se mostrou feliz com sua volta e mandou um recado para o filho.

- Quando mexe com a família é difícil. Meu filho tem nove anos e a primeira coisa que me perguntou depois da cirurgia foi como que eu ia voltar a jogar futebol. Falei que voltaria e faria um gol de cabeça. Tenho que agradecer muito a Deus. Cada dia mais, Ele me prova que sou iluminado. Minha esposa me contou que meu filho até chorou. Depois, quando fui para o gol, continuou chorando. Filho, o pai voltou. - brincou o atacante, com o fato de ter jogado no gol.

ESTREIA DO TIME
Analisando a estreia do Flamengo, o atacante achou pontos positivos no primeiro jogo do Rubro-Negro, e acredita que o empate, devido as circunstâncias, é algo que o time deve comemorar.

- Uma estreia de temporada é sempre difícil. Nos programamos para tudo, mas mesmo assim o futebol nos surpreende, e é gostoso por causa disso. Cada jogo tem sua história. Foi um começo de temporada difícil. Diante das circunstâncias, foi um jogo bom para nós. Começamos atrás e conseguimos o empate, depois perdemos o Paulo (Victor) - discorreu Alecsandro.

Na próxima quarta-feira, o Flamengo enfrenta o Barra Mansa, às 22h, no Maracanã. O jogo é válido pela segunda rodada do Campeonato Carioca, e marcará a primeira partida do Estadual no estádio.